PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lula lamenta morte de Maradona e diz que jogador foi um 'grande amigo'

Diego Maradona morre, aos 60 anos, em sua casa, na Argentina - Etsuo Hara/Getty Images
Diego Maradona morre, aos 60 anos, em sua casa, na Argentina Imagem: Etsuo Hara/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/11/2020 14h20Atualizada em 25/11/2020 14h22

O ex-presidente Lula (PT) lamentou a morte do ídolo argentino Diego Maradona. O jogador morreu hoje, aos 60 anos, de uma parada cardiorrespiratória. Ele estava em sua casa, em Tigre, na Argentina.

O político disse que, em campo, Maradona foi um dos maiores adversários da seleção brasileira e que o jogador jamais será esquecido.

"Diego Armando Maradona foi um gigante do futebol, da Argentina e de todo o mundo, um talento e uma personalidade única. A sua genialidade e paixão no campo, a sua intensidade na vida e seu compromisso com a soberania latino-americano marcaram nossa época", escreveu Lula, no Twitter.

"No campo, foi um dos maiores adversários, talvez o maior, que a seleção brasileira já enfrentou. Fora da rivalidade esportiva, foi um grande amigo do Brasil. Só posso agradecer toda sua solidariedade com as causas populares e com o povo brasileiro. Maradona jamais será esquecido", continuou"

Futebol