PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Mão de Deus" e provocações a Pelé: as frases históricas de Maradona

Imagens da vida de Maradona

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/11/2020 14h00

Diego Armando Maradona morreu na manhã de hoje (25 de novembro), aos 60 anos de idade, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. O ídolo argentino estava em sua casa, em Tigre, cidade vizinha de Buenos Aires.

Durante sua vida, o campeão mundial de 1986 ficou marcado por declarações inusitadas e polêmicas, como a justificativa pelo histórico gol de mão diante da Inglaterra nas quartas de final da Copa do México, cunhando para a eternidade o termo "Mão de Deus". Também ficaram célebres seus protestos contra o doping que o tirou do Mundial de 1994, nos Estados Unidos.

O craque de Napoli e Boca Juniors também procurou alimentar durante a vida a rivalidade com Pelé, no embate sobre quem teria sido o melhor jogador da história. Em muitos momentos Maradona usou os microfones para alfinetar o brasileiro. Em outros, no entanto, exaltou o antecessor.

O UOL Esporte separou algumas das declarações mais emblemáticas da carreira do astro. Confira abaixo:

"Eu sabia que Pelé era um Deus como jogador. Agora que eu o conheci, sei que também o é como pessoa." (1979)

"O primeiro gol contra a Inglaterra? Foi a mão de Deus." (1986).

"Muitas vezes me dizem 'você é Deus', e eu respondo 'estão equivocados'. Deus é Deus e eu simplesmente sou um jogador de futebol." (1991)

"Se morrer, quero voltar a nascer e quero ser jogador de futebol. E quero voltar a ser Diego Armando Maradona. Sou um jogador que dei alegria para as pessoas e isso me basta e sobra." (1992)

"Eu gosto de enfrentar as pessoas com as duas mãos para cima. Quando as tem baixa, eu gosto de ajudar." (1995)

"O doping do Maradona é que nem o Prode (loteria): positivo, negativo, positivo, positivo. Então acho que há um empate." (1997)

"Juro por minhas filhas que não me droguei para jogar, porque quando treino como treinei, não preciso de nada para jogar. Estava inteirinho." (sobre o doping na Copa de 1994)

"Acho que gostei mais do primeiro gol. Foi como roubar a carteira dos ingleses." (sobre os gols marcados contra a Inglaterra quartas de final da Copa do Mundo de 1986

"Mil desculpas para os ingleses, de verdade, mas voltaria a fazer mais mil vezes. Eu roubei a bilheteria sem que se dessem conta, sem que piscassem." (1998)

"Ganhar do River é como se sua mãe venha te despertar com um beijo de manhã." (2000)

"Quando abracei Pelé em Roma, quase lhe pergunto o que sentia por ter ficado em segundo, mas poderia ter sido para o quilombo." (após a premiação da Fifa por ter sido eleito "Jogador do século" pelo voto do público, 2000)

"Pelé não consegue digerir que o venci por 52 mil votos na eleição da Fifa de melhor jogador do século vinte." (2001)

"Na clínica, há um que acha que é Napoleão, outro Robinson Crusoé, e ninguém acredita que sou Maradona." (2004)

"Estavam todas as doses ali e o Branco bebeu, o Valdo vinha beber. Todos os bons vinham beber! E eu dizia: que tomem! Que tomem!", Maradona sobre a água batizada que o lateral-esquerdo Branco bebeu nas oitavas de final da Copa do Mundo da Itália, em 1990.

"Eu joguei e vi grandes jogadores na minha vida, mas como Messi, nunca. Ele está além de todos. Não se pode comparar com ninguém" (2010)

Futebol