PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jornal argentino relata últimos momentos e com quem estava Maradona

Do UOL, em São Paulo

25/11/2020 19h43

Com a saúde debilitada desde o começo do mês, quando foi operado de um hematoma subdural, Maradona passou os últimos dias em sua casa em Tigre, cidade vizinha de Buenos Aires. Na manhã de hoje, começou a se sentir mal por volta das 10 horas e morreu após uma parada cardiorrespiratória.

Ao acordar, Maradona precisou voltar para a cama por causa do mal-estar. Maximiliano Pomargo e Johnny Espósito, que acompanhavam o ex-jogador, não ficaram tranquilos com a situação e falaram com o doutor Leopoldo Luque e o advogado Matías Morla, além das filhas que moram na Argentina: Dalma, Gianinna e Jana, segundo o jornal Clarín.

Maradona morreu acompanhado de Maximiliano Pomargo, cunhado de Morla, de seu sobrinho Johnny Espósito, e por sua empregada, cozinheira e "mamãe postiça" Monona, diz o Clarín.

Segundo o médico John Broyad, responsável pela investigação da morte, Maradona morreu em sua residência por volta do meio-dia e, às 16h, a polícia científica chegou ao local.

O médico John Broyad, responsável pela investigação da morte de Diego Maradona, afirmou na tarde de hoje que o óbito não apresentou sinais de criminalidade e que aguarda o resultado da autópsia para descobrir a causa do falecimento. Maradona morreu na tarde de hoje, aos 60 anos, após parada cardiorrespiratória.

"Não há nenhum sinal de criminalidade ou de violência. A autopsia é que vai apontar a causa da morte", declarou Broyad, chefe dos fiscais da prefeitura de San Isidro, em entrevista coletiva concedida em frente à casa do ídolo, em Tigre.

Maradona estava ansioso, deprimido e angustiado nos últimos dias. Havia a chance de o argentino retornar para Cuba, terra do amigo Fidel

Castro, diz a publicação. O craque recebeu um "convite" de Tony Castro, filho de Fidel, que contatou o círculo íntimo do ex-jogador de futebol para oferecer-lhe estadia e privacidade para se recuperar.

Maradona estava decepcionado por não ter conseguido reunir no último aniversário (último 30 de outubro) todos os seus filhos: Dalma Nerea, Gianinna Dinorah, Jana, Diego Fernando e Diego Jr. e também o neto Benjamín Agüero, filho de "Kun" Agüero.

Futebol