PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esperança ou melancolia? Jogo contra o Boca vai ditar futuro do Inter

Com Covid-19, Abel Braga não ficará na beira do campo durante a partida de hoje contra o Boca Juniors - Ricardo Duarte/Inter
Com Covid-19, Abel Braga não ficará na beira do campo durante a partida de hoje contra o Boca Juniors Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

25/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

O rival é duro, a competição é grande e o duelo vale mais do que um simples jogo. Este é o cenário que espera o Internacional hoje (25), às 21h30 (de Brasília), no Beira-Rio. O jogo contra o Boca Juniors abre a disputa pela vaga às quartas de final da Copa Libertadores, mas vale além disso para o time gaúcho.

Para definir a importância do enfrentamento para o Colorado, é preciso recuar algumas semanas. Eduardo Coudet era o técnico, o time ainda estava em primeiro no Brasileirão, na disputa da Copa do Brasil e esperando o duelo de hoje com o Boca. Ainda que não tivesse o melhor ambiente nos bastidores, a torcida estava empolgada e esperançosa.

Tudo ruiu rapidamente. Coudet solicitou desligamento, foi para o Celta de Vigo pouco antes das quartas de final da Copa do Brasil, e o trabalho realizado desde o início do ano teve fim. Dirigentes, jogadores e torcedores, todos foram pegos de surpresa com a decisão do comandante argentino.

O Inter, no dia seguinte à confirmação da saída, anunciou Abel Braga como treinador. Mas os resultados não acompanharam o treinador campeão do Mundial de Clubes de 2006 no Colorado. Duas derrotas no Brasileiro e a queda na Copa do Brasil, diante do América-MG, vieram em seguida. Atualmente, o time é quarto colocado e há muitas dúvidas e reclamações no ambiente.

Abel, que testou positivo para Covid-19, não comandará o clube gaúcho no jogo desta noite — ele está sendo substituído pelos auxiliares Leomir de Souza, em conjunto com Osmar Loss.

Segundo apurou o UOL Esporte, o jogo contra o Boca pode ditar o futuro da comissão técnica. O próprio Abel reconhece as dificuldades que tem em organizar a equipe em meio a um cenário de tanta pressão. Um infortúnio poderá simbolizar ruptura no vínculo, que não possui multa rescisória.

Enquanto isso, na última segunda-feira (23), o meia argentino Andrés D'Alessandro, maior ídolo recente do clube, anunciou que não renovará seu contrato. O vínculo até 31 de dezembro será respeitado, e depois o jogador seguirá atuando em outro clube, ainda indefinido. A informação piorou ainda mais o clima entre os aficionados.

Neste contexto tão nebuloso, porém, uma resposta importante pode ter efeito contrário. Caso mostre que está no caminho e pronto para voltar aos trilhos, o Inter ganha esperança e força para seguir buscando seus objetivos. Se não conseguir isso, a melancolia tende a tomar a conclusão de 2020, que ainda contará com eleição para presidente num ambiente político bem longe do saudável.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL x BOCA JUNIORS
Competição:
Copa Libertadores - ida das oitavas de final
Data e hora: 25/11/2020 (quarta-feira), às 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Roberto Tobar (CHI)
Auxiliares: Alejandro Molina e Raúl Orellana (ambos CHI)
VAR: Julio Bascúñan (CHI)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor, Zé Gabriel, Moledo e Uendel; Dourado, Edenilson, Mauricio (Lindoso), D'Alessandro e Patrick (Caio Vidal); Galhardo. Técnico: Leomir de Souza (auxiliar).

BOCA JUNIORS: Andrada; Buffarini, López, Izquierdoz e Fabra; Capaldo, Campuzano, Villa e Cardona; Tevez e Soldano (Salvio). Técnico: Miguel Ángel Russo.

Internacional