PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Autuori exalta Athletico-PR após empate com o River: "Não tememos ninguém"

Paulo Autuori, técnico do Athletico-PR - Fabio Wosniak/Site Oficial do Athletico Paranaense
Paulo Autuori, técnico do Athletico-PR Imagem: Fabio Wosniak/Site Oficial do Athletico Paranaense

Do UOL, em São Paulo

24/11/2020 22h45

Classificação e Jogos

Um gol sofrido nos minutos finais geralmente deixa um gosto amargo na boca. Pelo menos para o técnico Paulo Autuori, não foi esse o caso do empate em 1 a 1 cedido hoje (24) pelo Athletico-PR contra o River Plate, na Arena da Baixada, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Com seis desfalques por covid-19 e um jogador a menos em campo por mais da metade do segundo tempo, o treinador fez questão de exaltar o resultado conquistado por seu grupo contra aquela que considera "a equipe mais competitiva da América do Sul.

"O sentimento é de orgulho pelos meus jogadores. Eu falei isso após o jogo, ainda no vestiário. Mesmo com as dificuldades enormes, a equipe vem crescendo em termos coletivos e individuais. O ânimo hoje é outro, em função das vitórias e da reconquista da confiança. E volto a frisar: para jogar contra uma equipe que é a mais competitiva da América do Sul, é preciso aproveitar muito bem as poucas oportunidades que aparecem. Foi o que aconteceu hoje", afirmou o técnico.

Após um período conturbado de quase um mês e meio sem vitórias, o Athletico-PR vive hoje um momento oposto. Com quatro triunfos e um empate nos últimos cinco jogos, o Furacão demonstra estar em seu melhor momento competitivo na temporada. Autuori reforçou essa teoria ao afirmar que o clube paranaense não teme nenhum adversário.

"Não há nada a lamentar, pelo contrário. Tenho a certeza de vamos sair daqui mais fortes e com a ideia clara de que, em termos competitivos, não temos que temer a nada e a ninguém", analisou.

O Athletico disputa a partida de volta das oitavas de final da Libertadores na próxima terça (1º), quando enfrenta o River Plate em Avellaneda, novamente às 19h15 (de Brasília). O Furacão necessita marcar pelo menos um gol para lutar por uma vaga na próxima fase da competição continental.

Futebol