PUBLICIDADE
Topo

Futebol

RMP: "São Paulo ganhou moral e isso no futebol é muito importante"

Do UOL, em São Paulo

19/11/2020 12h00

Classificação e Jogos

Após a eliminação na fase de grupos da Libertadores, o técnico Fernando Diniz se viu pressionado no São Paulo, teve o confronto com o Fortaleza de Rogério Ceni nas oitavas de final da Copa do Brasil apontado como primordial para a sua sequência no cargo, mas superou o momento turbulento e conseguiu chegar à semifinal da competição ao derrotar o Flamengo, treinado justamente pelo ex-goleiro e ídolo histórico do clube tricolor.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte — com os jornalistas José Trajano, Menon, e Vinicius Mesquita —, Renato Maurício Prado chama a atenção para a mudança no moral do São Paulo em pouco tempo com os resultados obtidos justamente diante dos times de Rogério Ceni e aponta a importância que isso pode ter para a busca pelos títulos em disputa.

"Você vê como é que o futebol é engraçado e como é que semana após semana ele te dá nova chance e enterra em outras situações. Se a gente olhar um pouquinho para trás, o São Paulo foi eliminado da Libertadores, foi eliminado da Sul-Americana e tinha um confronto que era um fantasma, que era com o Fortaleza do Rogério Ceni, que todo mundo dizia ?se o São Paulo perder para o Fortaleza do Rogério Ceni, o Diniz cai?, até porque já tinha sido eliminado e agora só faltava ser eliminado pelo Fortaleza do Rogério Ceni", lembra Renato.

"Mas aí ele consegue escapar e, coisas do destino, vai o Rogério Ceni para o Flamengo, o São Paulo antes até, ainda como Dome, ganha de 4 a 1, e depois em dois confrontos o Diniz ganha os dois jogos do Rogério Ceni do Flamengo, que é ainda tido como o melhor elenco do país. E aí muda tudo, o São Paulo ganhou uma moral e isso aí no futebol a gente sabe que é muito importante", completa.

O jornalista afirma que enquanto no Flamengo a falta de confiança tem atrapalhado o time e alguns jogadores, no São Paulo o time passou a confiar mais e pode sonhar com o fim do jejum de títulos caso o elenco seja capaz de manter o cenário positivo.

"Uma das coisas que o Flamengo está vivendo agora é a insegurança. Aquela zaga do Flamengo toda, os jogadores são muito fracos, Thuler, Léo Pereira, Gustavo Henrique, mas de qualquer maneira estão jogando pior ainda, porque estão sem segurança nenhuma, estão completamente inseguros", diz Renato.

"O São Paulo é o contrário, o São Paulo ganhou uma injeção de confiança e de moral e mais do que isso, o São Paulo se vê nesse momento com possibilidade de conseguir dois títulos juntos, imaginou Copa do Brasil e Brasileiro, ele não pode fazer o que o Flamengo fez o ano passado — porque ele não vai ganhar a Libertadores porque já foi eliminado —, mas imagina se ganha a Copa do Brasil e o Brasileiro, vai se encher de moral. Agora, é aquela velha história, semanas passam e as ondas mudam", conclui.

O Fim de Papo volta a ser apresentado na próxima terça-feira, após o primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, entre Racing e Flamengo, em noite que também terá o Santos enfrentando a LDU, em Quito, e o Athletico-PR contra o River Plate, em Curitiba.

Futebol