PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Em jogo "elétrico", Cruzeiro e Guarani empatam por 3 a 3 no Mineirão

William Pottker comemora gol do Cruzeiro contra o Guarani em jogo da Série B - Alessandra Torres/AGIF
William Pottker comemora gol do Cruzeiro contra o Guarani em jogo da Série B Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

09/11/2020 21h54

Classificação e Jogos

O técnico Luiz Felipe Scolari completou 72 anos hoje (9), dia em que viu o Cruzeiro empatar por 3 a 3 com o Guarani, no Mineirão, pela 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado da partida não foi exatamente o melhor presente para o treinador, mas a Raposa não perdeu e soma um ponto na classificação.

O jogo no Gigante da Pampulha foi muito movimentado, com seis gols, expulsão após encenação de jogador do Guarani e até discussão na saída para o intervalo.

No dia do seu aniversário, Luiz Felipe Scolari foi um personagem bastante agitado na beirada do campo, gritando, gesticulando e orientando os jogadores do Cruzeiro, que por três vezes estiveram atrás no placar e precisaram mostrar poder de reação.

A intenção do treinador era somar seis pontos em casa, já que pegou dois jogos em sequência em casa. Além do Guarani, enfrenta o Figueirense, na próxima sexta-feira, às 21h30.

O empate deixa o Cruzeiro na 15ª posição com 24 pontos. O Bugre é o 13º com 25.

Quem foi bem: Murilo Rangel

O meia fez dois gols na partida, o primeiro uma pintura, no ângulo de Fábio. O segundo em lance de boa construção da jogada ofensiva, com troca de passes entre Crispim, Giovanny, até o chute de Murilo Rangel que balançou as redes de Fábio

Quem foi mal: Patrick Brey

O lateral tem dificuldades na marcação e se mostra mais incisivo no ataque, tanto que minimizou sua atuação ruim com a assistência para o terceiro gol do Cruzeiro, marcado por Wellinton. Mas, ficou claro que o lado esquerdo celeste foi uma avenida para o Guarani construir suas jogadas ofensivas. E por erros de Brey o Bugre marcou duas vezes.

Gol e expulsão contestada

O Cruzeiro estava atrás no placar [2 a 1] quando, em uma jogada de oportunismo e pelo bom posicionamento na área, Willian Pottker fez o que o técnico Felipão e a torcida celeste esperam bastante dele: gol.

O atacante, que estreou contra o Botafogo-SP, fez seu primeiro jogo no Mineirão pelo Cruzeiro, e marcou logo em sua segunda grande oportunidade. Pouco antes, Pottker havia acertado o travessão em uma cabeçada, após cruzamento de Raúl Cáceres. Era o 2 a 2 naquele momento.

Além do gol o jogador também levou o cartão vermelho. O atacante foi expulso aos oito minutos do segundo tempo em um lance bobo e de interpretação do árbitro. Ao dominar a bola, de costas para a marcação, Pottker estava com o braço aberto e Gyovanni despencou no gramado sem sequer ter sido atingido, como mostrou a TV, e iludiu o árbitro que caiu na dele.

Em cinco minutos, Willian Pottker levou dois cartões amarelos e, consequentemente, o vermelho.

Cadê o Manoel?

O jogo recomeçou no segundo tempo sem o zagueiro Manoel em campo. O jogador do Cruzeiro demorou mais para retornar do vestiário por que precisou de mais tempo no banheiro.

Cronologia do jogo

Aos 14 minutos do primeiro tempo o meia Murilo Rangel fez um golaço. O jogador do Guarani recebeu passe do lateral Cristovam e, de primeira, "acordou a coruja" ao acertar o ângulo esquerdo do goleiro Fábio.

Aos 20 minutos o Cruzeiro empatou com o zagueiro Manoel, de cabeça, após cobrança de escanteio feita por Régis.

Aos 38 minutos o lateral Bidu "cruzou com as mãos" na cabeça do meia Pablo, que pegou Fábio no contrapé e recolocou o Guarani em vantagem.

Aos 44 minutos do primeiro tempo, Cáceres cruzou, Sassá dividiu com o goleiro Gabriel, e a bola sobrou para Willian Pottker, que empatou a partida: 2 a 2.

Aos 5 minutos do segundo tempo o meia Murilo Rangel fez o terceiro do Guarani, o segundo dele no jogo, após trama ofensiva que começou com Crispim, passou por Giovanny, até terminar com o chute do próprio Rangel

Aos 11 minutos o atacante Willian Pottker foi expulso após uma simulação de Giovanny.

Aos 34 minutos o garoto Wellinton fez o gol de empate do Cruzeiro e salvou o time de Luiz Felipe Scolari da derrota: 3 a 3.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 X 3 GUARANI

Motivo: 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: segunda-feira, 9 de novembro de 2020
Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
Gols: Manoel, aos 20min, William Pottker, aos 44min do 1ºT; Welinton, aos 34min do 2ºT (Cruzeiro); Murilo Rangel, aos 14min, Pablo, aos 38min do 1ºT; Murilo Rangel, aos 5min do 2ºT (Guarani)
Cartões amarelos: William Pottker, aos 8 e aos 11min do 2ºT (Cruzeiro); Cristovam, aos 29min do 2ºT (Guarani)
Cartão vermelho: William Pottker, aos 11min do 2ºT (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Fábio; Raúl Cáceres, Cacá, Manoel e Patrick Brey; Ramon (Filipe Machado, aos 29min do 2ºT) e Jadsom Silva; Airton, Régis (Welinton, aos 18min do 2ºT) e William Pottker; Sassá. Técnico: Luiz Felipe Scolari

GUARANI: Gabriel Mesquita; Cristovam (Eliel, aos 34min do 2ºT), Victor Ramon, Walber e Bidu; Bruno Silva (Matheus Souza, aos 44min do 2ºT), Lucas Crispim e Murilo Rangel (Marcelo, aos 33min do 2ºT); Pablo, Renanzinho (Giovanny, no intervalo) e Bruno Sávio (Alemão, aos 44min do 2ºT). Técnico: Marcelo Barbosa (Felipe Conceição suspenso)

Cruzeiro