PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Coritiba bate o Atlético-GO por 1 a 0 e volta a vencer no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

31/10/2020 20h58

Classificação e Jogos

Após dois jogos sem vitórias, o Coritiba encerrou o primeiro turno do Brasileirão com vitória sobre o Atlético-GO no Couto Pereira. Em partida válida pela 19ª rodada do campeonato, o Coxa venceu por 1 a 0 e está deixando momentaneamente a zona de rebaixamento.

O único gol da partida foi marcado por Matheus Galdezani e saiu com apenas sete minutos de jogo, na primeira finalização do Coritiba na partida. O meia ainda teve uma bola na trave na reta final do primeiro tempo.

Com o resultado, o Coxa subiu para 19 pontos e alcançou a 16ª colocação. Porém, o time ainda pode ser ultrapassado pelo Red Bull Bragantino e Vasco, caso os times vençam as suas respectivas partidas. Já o Atlético-GO termina o primeiro turno com 22 pontos e no momento ocupa a 12ª colocação.

Na terça-feira (3), o Atlético-GO estará em Porto Alegre, onde tentará reverter a vantagem do Internacional na partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. No domingo seguinte, o Coritiba também enfrentará o Inter, desta vez pelo Brasileirão.

Ricardo Oliveira: ainda ajudando bastante

O veterano Ricardo Oliveira, com 40 anos, já não consegue jogar no mesmo nível de outros tempos, mas mostrou que ainda pode ser muito importante para o Coxa. O que falta, por exemplo, em velocidade, continua muito bem em técnica. O gol de Matheus Galdezani nasceu de uma jogada dele. No segundo tempo, ainda cobrou uma falta que resultou em gol anulado de Neílton.

Éder: mandou mal

A situação só não foi pior para Éder porque o gol nascido da falta que fez em Ricardo Oliveira foi anulado. Porém, o zagueiro recebeu o terceiro cartão amarelo e será desfalque do Coritiba na partida contra o Corinthians na próxima rodada.

Duelo de substitutos

Tanto Coritiba quanto Atlético-GO subiram ao gramado do Couto Pereira sem treinadores principais. No caso do Coxa, Rodrigo Santana já foi contratado, porém quem comandou o time foi o auxiliar Pachequinho. O Dragão está com Eduardo Souza como técnico interino e ainda não definiu quem será o novo treinador. Contando a partida pela Copa do Brasil, esta foi a quarta partida consecutiva sem vitórias do Atlético-GO.

Coritiba joga menos, mas é mais eficiente

O Coritiba abriu o placar no Couto Pereira com apenas sete minutos de jogo, em sua primeira tentativa de ataque. Matheus Galdezani recebeu o passe de Giovanni Augusto e chutou da entrada da área para o fundo das redes.

Depois disso, o Coritiba foi ter uma outra oportunidade no primeiro tempo somente aos ... minutos, quando Galdezani arriscou de fora da área e acertou o travessão.

Durante todo esse tempo, o Atlético-GO teve amplo domínio da partida. Não conseguiu chegar ao gol com a mesma eficiência do mandante, apesar de forçar Wilson a fazer boa defesa na cabeçada de Matheus Vargas.

Coritiba até ampliou, mas não valeu

Após o intervalo, o jogo ficou mais faltoso e as oportunidades de gol ficaram cada vez mais escassas. Pouco antes de ser substituído, Ricardo Oliveira teve uma oportunidade na cobrança de falta, que foi desviada na barreira e sobrou para Neilton finalizar para as redes. Porém, a arbitragem observou um toque de mão do atacante e anulou o lance.

O Atlético-GO outras duas boas chances de empatar, ambas com Wellington Rato. Na primeira, Wilson fez novamente boa defesa e impediu o gol. A segunda foi já no fim dos acréscimos, mas a bola explodiu no travessão.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 0 ATLÉTICO-GO

Competição: Campeonato Brasileiro (19ª rodada)
Data: 31 de outubro de 2020, sábado
Hora: 19h, de Brasília
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba/PR
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RJ)
Assistentes: Michael Stanislau e André da Silva Bitencourt (ambos do RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Gols: Matheus Galdezani (Coritiba), aos 7' do 1º tempo
Cartões amarelos: Nathan Silva e Matheus Galdezani (Coritiba); Éder, Willian Maranhão, Zé Roberto e Matheus Vargas (Atlético-GO)
Cartões vermelhos: nenhum

Coritiba: Wilson; Matheus Sales, Nathan Silva, Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Natanael) e Giovanni Augusto (Sarrafiore); Cerutti (Nathan), Ricardo Oliveira (Rodrigo Muniz) e Neílton (Matheus Bueno). Técnico: Pachequinho

Atlético-GO: Jean; Dudu, João Victor, Éder (Gilvan) e Natanael; William Maranhão (Junior Brandão), Marlon Freitas e Chico (Wellington Rato); Gustavo Ferrareis (Matheuzinho), Zé Roberto e Matheus Vargas (Janderson). Técnico: Eduardo Souza