PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro vence Paraná, segue invicto com Felipão e seca rivais contra o Z-4

Marcelo Moreno comemora gol marcado para o Cruzeiro contra o Paraná - Alessandra Torres/AGIF
Marcelo Moreno comemora gol marcado para o Cruzeiro contra o Paraná Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

30/10/2020 23h24

Classificação e Jogos

O Cruzeiro reencontrou o caminho da vitória jogando no Mineirão e na noite de hoje (30) a Raposa venceu o Paraná, por 2 a 0, na 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado tira os mineiros provisoriamente do Z-4.

Agora a equipe azul seca o Náutico e Figueirense para não voltar à zona de rebaixamento.

Os gols do time estrelado foram marcados por Marcelo Moreno e Airton, todos ainda no primeiro tempo.

Felipão de volta ao Mineirão

O triunfo celeste em cima dos paranaenses foi o primeiro de Felipão no Gigante da Pampulha desde o seu retorno ao clube. E foi também a primeira partida do treinador no estádio nessa segunda passagem dele pelo time mineiro. Sob o comando do treinador a Raposa está invicta, com duas vitórias [Operário e Paraná] e um empate [Náutico].

A próxima partida do Cruzeiro é daqui a uma semana, no dia 6 de novembro, às 19h15, contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. O time estrelado agora seca os rivais

Já o Paraná recebe o Confiança no mesmo dia, mas às 21h30, no Durival Britto, em Curitiba.

Quem foi bem: Marcelo Moreno

O atacante boliviano quebrou um jejum de 11 rodadas sem gol e balançou as redes com menos de um minuto de jogo. Moreno foi boa opção nas jogadas aéreas dentro da área e marcou de cabeça o seu quarto gol pelo Cruzeiro, o terceiro no Brasileirão da Série B.

Quem foi mal: Renan Bressan

Experiente e capitão do Paraná, perdeu a bola de forma bisonha no lance que originou o segundo gol do Cruzeiro. Como camisa 10 teve dificuldade para armar as jogadas de sua equipe, que até esboçou uma certa pressão na Raposa, mas sem força para tentar algo a mais no jogo. Tanto não foi bem que Bressan deixou o campo aos 18 minutos do segundo tempo dando vaga para Bruno Xavier.

Fim do jejum em casa

A vitória cruzeirense em cima do Paraná colocou fim a um jejum de 30 dias do time celeste sem vitória no Mineirão. A última vez que o Cruzeiro havia conquistado três pontos em casa foi na 12ª rodada, com os 3 a 0 em cima da Ponte Preta.

Entre a vitória em cima da Macaca, em 30 de setembro, e o triunfo contra o Paraná, o Cruzeiro passou duas partidas sem vencer em casa. Tropeçou no Sampaio Corrêa [perdeu por 2 a 1] e empatou com o Juventude [0 a 0].

Derrubou postulante ao G-4

O Paraná é o quinto colocado na Série B do Campeonato Brasileiro e por causa da derrota para o Cruzeiro vê sua posição sob risco. A Ponte Preta pode ultrapassá-lo, assim como o CRB, CSA e até o Confiança, dependendo em alguns casos de critérios de desempate destacados no regulamento.

Nome errado na camisa

A grafia do nome do zagueiro Ramon, que foi improvisado na posição de volante pelo técnico Felipão, estava errada na camisa do jogador. O nome do atleta é escrito com N, mas nas costas dele aparecia Ramom.

Cronologia do jogo

Marcelo Moreno abriu o placar antes da primeira volta completa do relógio. Aos 50 segundos de jogo o camisa 9 balançou a rede do goleiro Marcos.

Airton ampliou o marcador aos 38 minutos da primeira etapa, após reposição rápida de bola do goleiro Fábio, que encontrou Patrick Brey pela esquerda. O lateral avançou com rapidez e tocou para Airton, que teve tempo de driblar o arqueiro adversário para fazer 2 a 0.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X PARANÁ

Motivo: 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Data e horário: 30/10/2020 (sexta-feira)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli (Fifa/BA) e Herman Brumel Vani (SP)
Gols: Marcelo Moreno (1' 1º T), Airton (38' 1T)
Cartão amarelo: Airton, Régis, Marcelo Moreno (CRU); Johny Douglas (PAR)
Cartão vermelho: Não houve

CRUZEIRO: Fábio; Raúl Cáceres, Cacá (Adriano), Manoel e Patrick Brey; Jadsom Silva, Ramon; Airton (Machado), Marquinhos Gabriel (Welinton) e Régis (Claudinho); Marcelo Moreno. Técnico: Luiz Felipe Scolari

PARANÁ: Marcos; Paulo Henrique, Salazar, Hurtado e Juninho; Jhony Douglas (Karl), Higor Meritão, Renan Bressan (Bruno Xavier) e Thiago Alves (Vitinho); Andrey e Léo Castro (Guilherme Biteco). Técnico: Alan Aal.

Cruzeiro