PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Substituto de Datena jogou no Santos e "estreou" na TV com Luciano do Valle

Lucas Martins à frente do Brasil Urgente, da Band, na edição de ontem (26) - Reprodução
Lucas Martins à frente do Brasil Urgente, da Band, na edição de ontem (26) Imagem: Reprodução

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

27/10/2020 04h00

Afastado da apresentação do programa Brasil Urgente por causa do infarto sofrido no último domingo (25), José Luiz Datena tem sido substituído pelo repórter Lucas Martins, 39 anos. Prestes a completar 17 anos de carreira, sendo mais de 12 na Band, o interino estreou na TV na própria emissora paulista, segundo diz. O curioso é que isso aconteceu muitos anos antes de conseguir o diploma de jornalista.

Lucas Martins apareceu pela primeira vez na televisão quando ainda sonhava em se tornar jogador profissional de futebol. Ele atuava na base do Santos e disputou o antigo "Futebol Dente de Leite", torneio organizado naquela oportunidade pelo narrador Luciano do Valle e exibido pela Bandeirantes aos sábados de manhã, com jogos no estádio Roberto Rivellino, em Vinhedo-SP, e regras adaptadas às idades entre 12 e 14 anos.

O jovem zagueiro seguiu no Santos até a categoria juvenil, conhecida hoje como sub-17. Robinho e Diego, nascidos três e quatro anos mais tarde, respectivamente, eram de uma categoria abaixo, mas frequentemente treinavam com os companheiros de Lucas Martins. O técnico era o ex-ponta João Paulo, da primeira geração dos Meninos da Vila.

Lucas Martins - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Ex-zagueiro na Portuguesa Santista, em 1999
Imagem: Reprodução/Instagram

Da mesma idade, dois jogadores despontaram no Santos: o ex-lateral direito Ceará, campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes pelo Internacional, que também defendeu PSG e Cruzeiro, e o ex-zagueiro Orestes, que começou no futebol brasileiro, mas fez carreira em clubes de fora do país. Ceará, aliás, morou com Lucas Martins no alojamento do Peixe.

Dispensado do Santos na transição do sub-17 para o sub-20, o então zagueiro parou na base da Portuguesa Santista. Chegou a atuar em uma edição do Campeonato Paulista de Aspirantes no fim dos anos 90 e foi promovido para o time profissional junto com o volante Adriano, que vestiu a camisa do São Paulo entre 2003 e 2004. Lucas Martins desistiu antes.

Aos 18 anos, em 1999, ele se tornou pai. Diante de uma realidade financeira ruim no futebol, somada à falta de garantias para o futuro, começou a fazer faculdade de Jornalismo. Logo conseguiu um emprego para bancar o curso na Universidade Católica de Santos e o futebol deixou de ser a prioridade.

"Fiz essa opção para garantir o sustento do meu filho. Ainda recebi um convite do Santo André para continuar jogando, eles pagariam o salário que eu ganhava nesse outro emprego, mas eu teria que largar a faculdade e morar longe do meu filho. Então, achei melhor seguir no jornalismo", relembra ao UOL Esporte.

Lucas Martins 2 - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Ele já participou de campeonatos de futebol entre jornalistas nos últimos anos
Imagem: Reprodução/Facebook

O plano era trabalhar com jornalismo esportivo, ficar o mais próximo que fosse possível do sonho não realizado de ser jogador profissional. No Diário do Litoral, jornal da Baixada Santista, chegou a cobrir o Santos. Começou como apresentador também falando de futebol, em uma web TV lançada pelo periódico.

"Fazia comentários e narração quando o oficial não podia. Era um comentarista ruim e um narrador péssimo", brinca.

Em 2007, Lucas Martins foi contratado pela Rádio Bandeirantes de Campinas como âncora. No ano seguinte chegou à Band em São Paulo como repórter de TV (cobriu a Copa do Mundo de 2014 pelo canal, aliás) e depois se tornou apresentador eventual. Como é agora em todas as tardes durante a licença médica de Datena no Brasil Urgente.

Futebol