PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bruno faz 1º gol após condenação e prisão por assassinato de Eliza Samudio

Goleiro Bruno comemora gol pelo Rio Branco-AC, na Série D do Campeonato Brasileiro - Reprodução
Goleiro Bruno comemora gol pelo Rio Branco-AC, na Série D do Campeonato Brasileiro Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/10/2020 20h50

O goleiro Bruno, que cumpre sentença em regime semiaberto pelo homicídio de Eliza Samudio - mãe de seu filho - e cárcere privado, voltou a marcar um gol após mais de 10 anos. De pênalti, ele balançou a rede hoje no empate por 1 a 1 entre Rio Branco-AC e Bragantino-PA, pela Série D do Campeonato Brasileiro.

Foi o primeiro gol de Bruno desde 2010, quando ele ainda defendia o Flamengo. Ele marcou na derrota por 2 a 1 contra o Fluminense, em 26 de maio daquele ano. Ao todo, o goleiro tem cinco gols na carreira.

Na noite de hoje, Bruno abriu o placar para o Rio Branco-AC aos nove minutos do segundo tempo. O Bragantino-PA empatou na sequência.

No último domingo, o goleiro Bruno e outros jogadores do Rio Branco-AC foram levados a um hospital após passarem mal depois de um jantar. A suspeita é que eles tenham sofrido uma intoxicação alimentar.

Condenado a 20 anos e nove meses de prisão pela morte da modelo Eliza Samudio, em 2010, Bruno voltou a jogar em agosto deste ano. Antes, ele tentou retomar as atividades no futebol pelo Boa Esporte (2017) e Poços de Calda (2019).

O Rio Branco-AC está na quarta colocação do Grupo 1 da Série D, com 13 pontos. O líder da chave é justamente o Bragantino-PA, com 17.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no 2º parágrafo deste texto, o Flamengo perdeu para o Fluminense por 2 a 1 na partida em 26 de maio de 2010.

Futebol