PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rio Branco diz que não acusa restaurante após Bruno e atletas passarem mal

Goleiro Bruno e outros atletas do clube foram a um hospital em Bragança (PA) após passarem mal - Reprodução/Instagram
Goleiro Bruno e outros atletas do clube foram a um hospital em Bragança (PA) após passarem mal Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

19/10/2020 08h48

O Rio Branco-AC afirmou em comunicado que não acusou o Restaurante Trópicos após o goleiro Bruno e outros atletas do clube irem a um hospital em Bragança (PA) por passarem mal após o jantar de sábado (17).

"Esclarecemos que o Rio Branco não fez qualquer acusação ao Restaurante Trópicos e sua equipe de funcionários. Toda a delegação foi bem recebida no restaurante e não temos nenhuma intenção de prejudicar o estabelecimento e a todos os trabalhadores envolvidos. O clube simplesmente relatou o ocorrido e acionou a polícia, conforme indicação da CBF. O dono do Restaurante Trópicos, Alessandro Oliveira, prestou assistência necessária à nossa equipe depois do quadro apresentado pela delegação, se colocando à disposição do clube", disse o clube.

A suspeita é que os atletas tenham sofrido uma intoxicação alimentar depois de encararem quase 20 horas de viagem entre Rio Branco e a cidade paraense.

Ainda segundo o Rio Branco, o dono e os funcionários do restaurante "têm recebido ameaças anônimas pelas redes e por ligações telefônicas, bem como um ato de apedrejamento de um automóvel do dono. Afirmamos aqui o nosso repúdio a tais atos".

"Não cabe ao Rio Branco Football Club qualquer tipo de acusação a ninguém. O caso agora está nas mãos da Polícia Civil de Bragança e será ela quem investigará e elucidará os fatos. Enquanto isso, a delegação segue reclusa no hotel em Bragança até novas instruções", finalizou o clube.

O jogo do Rio Branco-AC contra o Bragantino-PA foi adiado. A partida deveria ocorrer ontem, às 15h, pela sétima rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

Futebol