PUBLICIDADE
Topo

Dez lições que aprendemos com o Cartola em 2020

Cássio só não foi vazado em uma rodada - Paulo Paiva/AGIF
Cássio só não foi vazado em uma rodada Imagem: Paulo Paiva/AGIF

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

30/09/2020 04h00

Classificação e Jogos

Já se foram 12 rodadas no Brasileirão e aprendemos algumas coisas com o Cartola este ano. Vamos aproveitar a pausa até a próxima rodada para analisar os números até aqui.

Nada que está aqui é regra, mas é uma tendência que vimos nas primeiras rodadas e podem ajudar em competições de regularidades.

Bragantino sempre toma gol

Se tem um SG que você não deve confiar em hipótese alguma é o do Bragantino. Na zona de rebaixamento do Brasileiro, ele tomou gol em todas as 12 rodadas até aqui.

Marinho e Thiago Galhardo são obrigações

Você pode até ter dúvida quando Cuca (Santos) e Coudet (Inter) fizerem suspense, mas se eles tiverem provável, você não pode escalar um time sem os dois. A pior pontuação do santista foi 3,80 e ele tem uma média de 10,75. No meia colorado, a pior foi -1,60, mas sua média é de 9,38.

Inter não toma gol, mas Lomba não é opção

São seis jogos de 12 sem sofrer gol, ótimo, mas se tomar gol... Lomba só fez quatro defesas difíceis em 12 partidas. Sem contar os 141 passes incompletos, ou seja, média de mais de dez por jogo.

Goiás e Palmeiras sempre marcam

Se do lado negativo Bragantino não sai um jogo com SG, os adversários de Goiás e Palmeiras podem dizer o mesmo. Todas as rodadas até aqui, eles fizeram gols.

Atlético-MG tem tudo para mitar

Apesar da marca dos alviverdes, o melhor até é do Atlético-MG, 21 gols em 11 duelos. O difícil é acertar quem vai mitar. O momento indica para Keno, mas Sasha e Savarino já participaram de três gols cada um.

Defensores contra o Coritiba podem mitar

Oito gols marcados em 12 partidas. Se tem alguém que tem chance de ter SG é o adversário do Coritiba. O time paranaense saiu de campo sem marcar em sete jogos até agora.

Corinthians não é mais o mesmo

Esqueça aquela defesa impressionante dos anos anteriores. Dos 11 jogos até aqui, Cássio só não foi vazado uma vez, em uma das partidas menos prováveis, contra o Grêmio. Isso porque Diego Souza errou um pênalti.

SG é raridade

Sair de campo sem sofrer gols é um artigo de luxo neste brasileiro. Lomba (Inter), seis vezes, Fernando Prass (Ceará), Fernando Miguel (Vasco), Felipe Alves (Fortaleza) e Rafael (Atlético-MG), quatro vezes, são os goleiros que mais saíram de campo sem ser vazados.

Marinho é caçado

Ele pontua com muitas finalizações, participa bastante de gol, mas ninguém é tão caçado como Marinho (Santos). São 62 faltas, ou seja 31 pontos, só com falta sofrida em 12 partidas. Michel Araújo (Fluminense), o segundo mais caçado, sofreu 40 faltas.

Sobral é o ladrãozinho

Fernando Sobral (Ceará) é a grande surpresa neste Brasileiro. Ele desarmou 41 vezes em 12 partidas, não negativou nenhuma rodada. Em compensação, foram só 22 faltas cometidas. Ou seja, foram 41 pontos conquistados e 11 perdidos na tentativa de roubar a bola do adversário.