PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Mauro lamenta fala de Diniz após derrota: "Deu munição para ser criticado"

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/09/2020 04h00

Classificação e Jogos

Após a derrota por 4 a 2 sobre a LDU no meio de semana, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, o técnico do São Paulo, Fernando Diniz afirmou em coletiva de imprensa: "Se analisar nesse jogo, de maneira positiva, o time no segundo tempo ganhou de 2 a 1". A frase não pegou bem para grande parte da torcida tricolor, que está muito desapontada com o desempenho da equipe na principal competição continental.

No 'Fala, Maurão' desta semana, o colunista do UOL Esporte, Mauro Cezar afirmou que o técnico Fernando Diniz foi muito mal na sua declaração após o revés e completou dizendo que o comandante do Tricolor paulista precisa ter mais habilidade aos usar as palavras.

"O São Paulo tomou três gols no primeiro tempo, o jogo estava resolvido. A LDU relaxa na etapa final, porque a vitória estava assegurada, eles puderam tirar o pé depois de atropelar o São Paulo no primeiro tempo. O técnico deveria evitar esse tipo de declaração", disse.

"Pode existir um esforço para entender o que ele estava falando, mas o torcedor furioso, com um pé fora da Libertadores, é claro que não vai analisar contexto, é preciso habilidade com palavras e o Fernando foi muito mal, ele deu munição para ser criticado", acrescentou.

Para o jornalista, o São Paulo tem feito seu torcedor sofrer demais nos últimos anos, já que o passado do clube é muito vitorioso e está entre os maiores clubes do futebol brasileiro.

"No ano passado mesmo, o São Paulo foi eliminado para o Talleres, que nem é um grande clube da Argentina, na fase inicial da Libertadores. Isso é muito feio, o torcedor do São Paulo está cansado, entre os grandes clubes do Brasil, é o que mais sofre. Porque se acostumou na primeira década desse século com as glórias e conquistas e de repente nada acontece de bom, não só não ganha taças como coleciona eliminações. O São Paulo machuca o torcedor", concluiu.

São Paulo