PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Diniz elogia jovens do São Paulo: "Time no segundo tempo ganhou de 2 a 1"

Fernando Diniz - Alessandra Torres/AGIF
Fernando Diniz Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Do UOL, em São Paulo

23/09/2020 00h41

Classificação e Jogos

O São Paulo perdeu por 4 a 2 da LDU nesta terça-feira (22) à noite, em Quito, no Equador. O resultado deixou o Tricolor paulista em uma situação bem complicada na Copa Libertadores. Ainda assim, o técnico Fernando Diniz conseguiu ver alguns pontos positivos. Ao falar dos jovens que entraram no segundo tempo (Paulinho Boia, Rodrigo Nestor, Brenner e Helinho), ele destacou o potencial da base do clube e ressaltou o fato de o time fazer dois gols nos últimos 45 minutos.

"Influencia [ter muitos jovens em um torneio como a Libertadores], se analisar nesse jogo, de maneira positiva. O time no segundo tempo ganhou de 2 a 1. Não é porque são jovens que não têm condições de jogar Libertadores. Temos um elenco muito bom. Temos a ausência de Daniel Alves e Luciano, mas os jovens estão aí e são bons. Muitas vezes falaram dos jovens que entraram quando nos classificamos para a Libertadores", disse Diniz.

Apesar das críticas, o treinador não sente a ameaça de perder o cargo no Tricolor. Na próxima rodada da competição continental, o São Paulo enfrenta o River Plate, fora de casa. A equipe precisa vencer e torcer por uma combinação de resultados.

"Já respondi muitas vezes isso no São Paulo. Aqui não tem de ter medo de ser demitido, pelo contrário, tem de trabalhar. Minha posição é de sempre procurar fazer o melhor, tentar melhorar o time para os jogos seguintes. Lutar até o fim e acreditar nas possibilidades que o São Paulo ainda tem", completou o treinador.

Confira a entrevista com Fernando Diniz

Falhas de Reinaldo e da defesa

Não é um jogador ou outro que falhou, o sistema todo que falhou, a marcação começa lá na frente, poderíamos ter evitado os gols. Todo time tinha de corresponder.

Maior momento de pressão?

Pode ser que seja para fora, que fica uma situação difícil [de se classificar na Libertadores], mas ainda temos chance. É seguir trabalhando, fazer o melhor para ajudar o São Paulo

Erro de saída de bola

Foi um erro pontual. Foi o primeiro erro praticamente dessa natureza desde que cheguei. Fizemos muitos gols com a bola saindo do goleiro. Treinamos isso para não acontecer. Treinamos muito com o goleiro. O erro foi pontual, com passe direto, atravessado, que ocasionou o gol da LDU. Normalidade, isso não faz parte do padrão do jogo apresentado na saída de jogo.

São Paulo