PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Autoridades apuram fraude em exame de Suárez para obter cidadania italiana

Atacante, cotado pela Juventus nas últimas semanas, teria conhecimento das questões antes de fazer a prova - Alex Caparros/Getty Images
Atacante, cotado pela Juventus nas últimas semanas, teria conhecimento das questões antes de fazer a prova Imagem: Alex Caparros/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

22/09/2020 07h33

As autoridades italianas, por meio do Ministério Público de Perugia, afirmaram que o exame do atacante Luis Suárez para obter a cidadania do país foi fraudado - o jogador ainda não teve o documento concedido.

Dispensado pelo Barcelona, o uruguaio chegou a negociar com a Juventus nas últimas semanas, mas a transferência não aconteceu justamente por burocracias em seu passaporte.

Segundo a Gazzetta Dello Sport, as perguntas da prova, feita na semana passada, foram disponibilizadas ao atleta antes da realização do teste, e algumas frases dos responsáveis pelo exame vazaram.

"Se você não passar, eles botam uma bomba na gente", "Mas você não pode só conjugar verbos e falar no infinitivo" e "Nós o preparamos bem, ele está memorizando parte do exame" foram algumas falas captadas pelas autoridades.

Parte do documento da polícia italiana, que cita claramente a fraude, foi obtida pelo jornal espanhol Marca. "Irregularidades surgiram na prova de certificação da língua italiana, realizada em 17 de setembro, do jogador de futebol uruguaio Luis Alberto Suárez Diaz, necessária para obter a cidadania italiana."

"Das atividades investigadas, deduz-se que os temas abordados no exame foram previamente acordados com o candidato e que a pontuação relativa lhe foi atribuída antes mesmo de o realizar, apesar de ter sido apurada nas aulas à distância ministradas pelo candidato", continua o documento.

Desde os últimos dias, pessoas ligadas à diretoria da Universidade para Estrangeiros de Perugia estão sendo investigadas pela polícia.

Futebol