PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter perde duas seguidas, sai da liderança e Coudet já teme C. do Brasil

Do UOL, em Porto Alegre

20/09/2020 04h00

O Internacional fez apenas cinco pontos nos últimos 15 disputados no Campeonato Brasileiro. A derrota por 1 a 0 para o Fortaleza, sábado, foi a segunda consecutiva e aumenta a apreensão no Beira-Rio com relação ao elenco. Cheio de desfalques, Eduardo Coudet afirmou que "nem quer pensar com três (competições) simultâneas" — cenário iminente com a entrada nas oitavas de final da Copa do Brasil, em outubro.

Nas palavras do treinador argentino, o "elenco curto" afeta o nível de competitividade. "Não podíamos ir com todos contra o Goiás, tinha jogo com América de Cali. E agora a mesma coisa, tem jogo importante quarta. É difícil a situação. É difícil um plantel tão curto jogar dois campeonatos. Nem quero pensar quando forem três. Mas vamos trabalhar", disse. "Concordo que aumenta a dificuldade para montar o time. Eu não costumo mexer no time, mas por diferentes circunstancias não estamos conseguindo fazer isso. São muitas baixas, muitos jogos. É o que temos..."

A diretoria sabe da posição de Coudet há tempos, mas publicamente trata o assunto com cuidado. E chega, até, a ir contra a fala com treinador. "Nosso grupo veio até aqui sendo líder. É constituído. Tivemos nove jogadores fora e dois saíram lesionados. A sequência de jogos, o calendário, faz com que se acumulem situações que nos obrigam a rodar todo o plantel", comentou Alessandro Barcelos, vice de futebol. "O grupo curto? Temos problema de lesões, mas não temos grupo curto. E não vejo isso como desculpa para algum resultado negativo. Não jogamos bem e perdemos", acrescentou.

Futebol