PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marcos defende Marcelinho por encontro com Bolsonaro e critica Casagrande

Marcos ao lado de Marcelinho Carioca - Reprodução
Marcos ao lado de Marcelinho Carioca Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

30/07/2020 16h44Atualizada em 30/07/2020 20h05

O ex-goleiro Marcos, ídolo do Palmeiras, saiu em defesa de Marcelinho Carioca. Ontem, o ex-jogador entregou uma camisa do Corinthians e postou um vídeo ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A postagem gerou grande repercussão, e o ex-arqueiro alviverde usou o Instagram para defender o ex-meia alvinegro.

Marcos comentou uma postagem de Marcelinho e mostrou solidariedade ao ídolo do Corinthians, que foi alvo de críticas após o encontro com Bolsonaro. Depois, o ex-goleiro criticou Walter Casagrande, que também fez história no clube alvinegro e hoje é comentarista da Globo.

"Minha solidariedade a você, Marcelinho. Clubes de futebol são feitos por seus torcedores, de diversas etnias, diversas religiões, clubes apartidários. Veste a camisa quem quiser, ninguém manda sozinho em um clube. Essa camisa é sua, que você vestiu e fez história. Você presenteia quem quiser. Por que não vão na cadeia para tirar a camisa de 'qualquer um' que veste um assassino? Você deu uma camisa ao presidente, maior autoridade do país, seja quem quer que fosse o presidente, você fez sua parte como embaixador. Infelizmente, a democracia é muito bonita saindo pela boca, mas pouco utilizada na prática pela classe da lacração", postou Marcos.

Depois, o ex-goleiro usou seu perfil oficial no Instagram para criticar Walter Casagrande, que ontem criticou o encontro entre Marcelinho e Bolsonaro. Na postagem, Marcos usou um vídeo de Casagrande defendendo que Raí, ídolo do São Paulo, se pronunciasse sobre política e não apenas sobre futebol.

"Só queria entender uma coisa: Raí pode, Marcelinho não, que democracia é essa Casão?", questionou Marcos.

Mais tarde foi a vez de Marcelinho vir a público e agradecer o gesto de Marcos, através de uma publicação em sua conta no Twitter:

Marcelinho será candidato pelo PSL

O encontro do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com Marcelinho Carioca representa o início da mais nova aventura político-eleitoral do ídolo do Corinthians. Marcelinho deixará a rádio onde trabalha para ser candidato a vereador de São Paulo, pelo PSL. A informação foi confirmada ao UOL Esporte pelo deputado Júnior Bozella, vice-presidente do partido.

O convite partiu da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), que recebeu o ex-atleta no começo de fevereiro em sua casa. Na ocasião, Marcelinho teria comentado que não estava disposto a mais uma tentativa de se eleger (será a sexta), mas foi convencido depois que Joice ofereceu apoio financeiro à empreitada.

Futebol