PUBLICIDADE
Topo

Grêmio volta da quarentena com velha dúvida no time e Gre-Nal vira teste

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

16/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Grêmio voltou aos treinos, e se prepara para encarar o Internacional, envolto em uma dúvida antiga no que diz respeito à escalação: usar três volantes de origem no time titular ou não. O Gre-Nal 425, que marca a retomada do Campeonato Gaúcho, deve virar novo teste.

A trinca formada por Lucas Silva, Matheus Henrique e Maicon é uma possibilidade para o clássico, marcado para a próxima quarta-feira (22), no estádio Beira-Rio.

Antes da parada do futebol, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, o Grêmio conviveu com o ponto de interrogação. À época, os três jogadores originalmente volantes se justificavam pela ausência de meia-atacante à disposição. Thiago Neves havia chegado há pouco e Jean Pyerre voltava de lesão muscular complexa. Agora, ambos estão aptos.

O caráter de teste vale para Jean Pyerre ou Thiago Neves. Mas também para um possível meio-campo diferente de tudo que Renato Gaúcho fez em 2020: com trinca de volantes de origem e um armador, mais dois atacantes — Everton Cebolinha e Diego Souza.

Com essa eventual possibilidade, Alisson é quem pode deixar a formação.

Renato Portaluppi comandou pelo menos duas atividades táticas, desde a volta do Rio de Janeiro, e tem estudado as alternativas de Eduardo Coudet no Inter para ajudar a montar o Grêmio.

No Gre-Nal do primeiro turno do Gauchão, que terminou com vitória do Grêmio em pleno Beira-Rio, o time gremista começou a partida com a trinca. A mesma coisa foi feita no clássico válido pela Copa Libertadores, empate sem gols na Arena do Grêmio.

Futebol