PUBLICIDADE
Topo

Arnaldo: Paulista virou único título possível na gestão atual do São Paulo

Do UOL, em São Paulo

16/07/2020 04h00

Sem ser campeão desde o triunfo na Copa Sul-Americana de 2012, o Campeonato Paulista se tornou a única chance de o São Paulo garantir um troféu ainda na atual gestão, já que as edições deste ano do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e da Libertadores serão concluídos apenas no início de 2021. Com eleições marcadas para o fim de 2020, a gestão do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, tem no Estadual a sua última chance de título

No podcast Posse de Bola #41, o jornalista Arnaldo Ribeiro analisa a montagem do São Paulo de Fernando Diniz para a volta do Paulistão e vê que a forma como o treinador está armando o time, que não conta mais com o atacante Antony — vendido ao Ajax —, indica a prioridade dada internamente ao título paulista, conquistado na última vez pelo clube em 2005.

"O Paulista fica sendo o único campeonato que ainda vai cair nessa gestão, não é propriamente na gestão Diniz, na gestão Leco, Raí e diretoria atual. O que isso significa? Que o Paulistão passa a ser a prioridade completa para o São Paulo, mais do que foi qualquer Estadual na história recente. O segundo sinal é a escalação do Diniz, a primeira escalação nos treinos sem o Antony, vai de encontro a essa priorização do Paulista, que é bem discutível. O que o Diniz faz? Mexe o menos possível no time para tentar nos seis jogos restantes do Paulista ser campeão estadual, basicamente é isso", afirma Arnaldo (disponível no vídeo acima a partir de 48:09).

"O trabalho do Fernando Diniz convergiu para seis jogos do Paulista, ele não está pensando a médio prazo, Brasileiro e tudo mais para reconstruir uma ideia de time, um sistema, porque o Antony não tem substituto no São Paulo, com as características dele. Então, o que vai fazer o Diniz? Ele vai manter os outros dez do jeitinho que eles estão lá, que nem tabuleiro de botão, e colocar um cara do lado direito do ataque, que em princípio é o Pablo, mas se não funcionar o Pablo, pode ser até o Paulinho Boia", completa o jornalista.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol