PUBLICIDADE
Topo

Globo rebate fala do Fla: "não havia impedimento para transmissão"

Globo rebateu Fla e negou qualquer imbróglio com o Flu por conta da transmissão da final da Taça Rio - Pedro Ladeira/Folhapress
Globo rebateu Fla e negou qualquer imbróglio com o Flu por conta da transmissão da final da Taça Rio Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Do UOL, no Rio de Janeiro

08/07/2020 20h21

O argumento do Flamengo dizendo que havia um imbróglio entre Globo e Fluminense foi negado pela emissora. A empresa divulgou nota oficial explicando passo a passo como transcorreram os últimos dias com relação à transmissão da final da Taça Rio, nesta quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã.

A Globo reiterou que não tem o interesse de transmitir a competição desde que o direito de exclusividade, de acordo com seu entendimento, foi rompido no momento em que o Flamengo veiculou sua partida contra o Boavista na última rodada da fase de grupos da Taça Rio.

Além disso, explicou como se deu o processo para que o Fluminense recebesse autorização para transmitir a partida em seu próprio canal no Youtube. De acordo com a emissora, o clube realizou um pedido formal e teve o sinal verde. No comunicado, deixou claro que não havia nenhum tipo de imbróglio com o Tricolor, como havia sugerido o Flamengo na tarde desta quarta.

"Apesar desta decisão favorável, o Flamengo, seguindo o que preconiza a MP 984, que garante que o direito de transmissão é do clube mandante, informa que só exercerá o direito conseguido no TJD caso o imbróglio judicial entre o Fluminense e a Rede Globo de Televisão continue e impeça a transmissão do jogo pelas duas instituições", disse o Rubro-negro mais cedo.

Em decisão do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), o Flamengo ganhou o direito de transmitir também a final da Taça Rio mesmo com o Fluminense sendo o mandante. A decisão levou em consideração o fato de ser jogo único e, portanto, não havendo uma outra oportunidade para realizar uma divisão justa. O Tricolor não engoliu a desculpa e pode acionar a Justiça comum.

"Em relação à ação julgada hoje pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), que estabeleceu mando compartilhado da final da Taça Rio, a Globo esclarece que na segunda-feira, dia 6, após o sorteio que definiu o Fluminense como mandante da final da Taça Rio, o clube consultou a Globo para se certificar de que não havia impedimento para uma transmissão da partida pela FluTV. A Globo reiterou que o contrato que tinha com a Ferj e os clubes, relativo ao Campeonato Carioca, já havia sido rescindido por quebra de exclusividade. Portanto, o clube estaria livre para transmitir os jogos em plataforma própria ou autorizar a transmissão por terceiros, segundo prevê a MP 984/20, que garante o direito ao mandante da partida", explicou a Globo em comunicado.

Após esse imbróglio, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no entanto, derrubou a liminar e impediu a transmissão por parte do canal rubro-negro.

Flamengo