PUBLICIDADE
Topo

Após improvisar, Odair barra M. Paulo e desfaz '2º melhor ataque' de 2020

Jovem Marcos Paulo foi barrado pelo técnico Odair Hellmann no Fluminense - Thiago Ribeiro/AGIF
Jovem Marcos Paulo foi barrado pelo técnico Odair Hellmann no Fluminense Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/07/2020 15h57

Classificação e Jogos

O Fluminense de Odair Hellmann terá escalação diferente para o clássico contra o Botafogo amanhã (5), às 16h, pela semifinal da Taça Rio. O técnico promoveu uma mudança importante na equipe: barrou o jovem Marcos Paulo, vice-artilheiro do Tricolor em 2020, e desfez de vez o ataque que era o 2º melhor entre times da Série A em 2020.

Juntos, Nenê, Marcos Paulo e Evanílson — reserva após a chegada de Fred — marcaram 19 gols em 2020 até a pausa para a pandemia do coronavírus.

Após o retorno do Campeonato Carioca, entretanto, os três não chegaram a entrar em campo juntos. Por coincidência ou não, o Flu não balançou as redes nas duas partidas que disputou.

A chegada de Fred fez Odair modificar a forma de jogo do Fluminense. Antes mais centralizado, Marcos Paulo foi improvisado na ponta-esquerda, onde não costuma render tanto.

Para piorar, a revelação tricolor teve apenas 118 minutos nos jogos contra o Volta Redonda — quando foi substituído após expulsão de Egídio ainda no primeiro tempo — e Macaé, partida em que saiu na segunda etapa para a entrada de Caio Paulista.

A mudança na equipe ainda tem outra implicação fora de campo: considerado a grande joia de Xerém, o camisa 11 é a bola da vez para uma transferência que "salve" o ano financeiro em 2020.

Uma venda já seria necessária de todo modo, mas com a pandemia de covid-19, se tornou ainda mais importante para os cofres do Tricolor. Na reserva, Marcos Paulo pode ser desvalorizado. Com contrato até 30 de junho de 2021, o jogador já poderia assinar um pré-acordo no final do ano, e o Fluminense poderia perder seu principal ativo de graça.

O Fluminense deve ir a campo contra o Botafogo com Muriel, Gilberto, Nino, Digão e Egídio; Hudson, Yago, Dodi e Nenê; Wellington Silva e Fred.

Fluminense