PUBLICIDADE
Topo

Dispensado do Cruzeiro em 2018, joia tem multa de R$340 milhões no Red Bull

Guilherme Lopes (à direita), lateral esquerdo do Red Bull, deixou o Cruzeiro na gestão de Wagner Pires de Sá - Divulgação
Guilherme Lopes (à direita), lateral esquerdo do Red Bull, deixou o Cruzeiro na gestão de Wagner Pires de Sá Imagem: Divulgação

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

15/06/2020 04h00

Revelado nas divisões de base do Cruzeiro, o lateral esquerdo Guilherme Lopes brilha em outro clube do futebol brasileiro. Dispensado da Toca da Raposa na gestão de Wagner Pires de Sá e Itair Machado, ele se mudou para o Red Bull Brasil — time de base do Bragantino — e tem multa de 60 milhões de euros (R$ 340,9 milhões na cotação atual) para deixar a equipe em caso de transferência sem o consentimento do clube paulista.

Em qualquer transferência do lateral esquerdo, seja nacional ou internacional, a multa é de 60 milhões de euros. O valor cobrado para uma rescisão que seja definida pelo Red Bull Brasil seria inferior, conforme contrato obtido pelo UOL Esporte. O montante é calculado conforme os salários do atleta e está estimado em R$ 9,8 milhões.

O atleta de 18 anos chegou às divisões de base do Cruzeiro em março de 2016. Depois duas temporadas e meia na Toca da Raposa, mais especificamente em julho de 2018, acabou liberado pelos dirigentes das categorias inferiores, com aval de Wagner Pires de Sá e Itair Machado.

Curiosamente, um dos problemas enfrentados pelo departamento de futebol comandado por Ricardo Drubscky é a ausência de laterais. O dirigente já informou que pretende contratar um nome para a lateral esquerda no mercado da bola.

"No que diz respeito a contratações, já deixamos bem claro que o elenco agrada muito ao treinador. Não estamos indo ao mercado para trazer vários jogadores, vamos pegar pontualmente esse ou aquele jogador. O jogador que vier vai ter que ser dentro das condições que o Cruzeiro tem", disse Ricardo Drubscky ao UOL Esporte no início desse mês.

Cruzeiro