PUBLICIDADE
Topo

Rodrygo, Gabriel Jesus e Coutinho: jogadores se manifestam contra racismo

Rodrygo utilizou uma rede social para se manifestar contra o racismo - Piroschka van de Wouw/Reuters
Rodrygo utilizou uma rede social para se manifestar contra o racismo Imagem: Piroschka van de Wouw/Reuters

Do UOL, em Porto Alegre

01/06/2020 13h15Atualizada em 01/06/2020 20h16

O atacante Rodrygo, do Real Madrid, utilizou o Twitter para participar das manifestações contra o racismo do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam). O atleta publicou uma foto em que um garoto segura um cartaz com a pergunta: "Eu sou o próximo?".

As manifestações começaram depois da morte de George Floyd por um policial, nos Estados Unidos. Além dos protestos reunindo milhares de pessoas no país, várias personalidades se manifestaram.

No esporte, os atacantes Sancho e Thuram, por exemplo, protestaram durante as comemorações dos gols que marcaram pelo Campeonato Alemão no fim de semana. Hoje, os jogadores do Liverpool também se manifestaram durante treinamento.

Vários clubes também fizeram publicações em protesto contra o racismo e apoiando a campanha.

Na postagem, Rodrygo utilizou apenas a hashtag #VidasNegrasImportam como legenda para foto.

Além do atacante do Real Madrid, outros jogadores de futebol se manifestaram. Companheiro de Rodrygo no clube espanhol, Vinicius Junior postou uma montagem com as fotos de Floyd e de João Pedro, de 14 anos, que foi morto em operação da Polícia Civil e da Polícia Federal em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Já o atacante Gabigol, do Flamengo, publicou uma foto do movimento Black Lives Matter com a #VidasNegrasImportam.

Ainda no futebol, o volante Fabinho, do Liverpool, divulgou uma imagem do treino de hoje no clube inglês. Todos os jogadores se ajoelharam em solidariedade ao movimento. "Unidade é força", escreveu na legenda da foto.

O meia Thiago Neves, do Grêmio, divulgou a mesma imagem postada por Vinicius Junior. "A luta contra o racismo é necessária", declarou.

Já o atacante Gabriel Jesus, do Manchester City, aumentou o coro de esportistas que se manisfestaram contra o racismo. Ele compartilhou uma imagem de um protesto com uma faixa escrita "vidas negras e faveladas importam".

Mais tarde, foi a vez de Philippe Coutinho, do Bayern de Munique, se pronunciar. O jogador da seleção brasileira compartilhou uma foto de uma pessoa negra apertando a mão de uma pessoa branca, com direito a uma citação de Nelson Mandela.

#weareallGODscreatures #notoracism

A post shared by Philippe Coutinho (@phil.coutinho) on

Futebol