PUBLICIDADE
Topo

Perto do título, brasileiro volta a jogar em país exemplo contra a pandemia

Lateral esquerdo brasileiro Paulinho em ação pelo Midtjylland, da Dinamarca - Divulgação/FC Midtjylland
Lateral esquerdo brasileiro Paulinho em ação pelo Midtjylland, da Dinamarca Imagem: Divulgação/FC Midtjylland

João Henrique Marques

Colaboração para o UOL, em Paris

30/05/2020 04h00

O lateral esquerdo Paulinho, do Midtjylland, está entre os que voltam à rotina na cidade de Herning, na região central da Dinamarca. O país é referência da Europa no controle da pandemia do novo coronavírus e reabriu cinemas, restaurantes, bares e até escolas. O governo local diz que a doença está controlada e que o sistema público de saúde está preparado para uma possível segunda onda da Covid-19. É neste cenário que o Campeonato Dinamarquês foi retomado na quinta-feira (28), com o brasileiro brigando pelo título.

O Midtjylland de Paulinho tem 12 pontos de vantagem na liderança restando 12 jogos para o fim da competição. O brasileiro, ex-jogador do Bahia, vive a ansiedade da primeira conquista no país.

"O governo teve postura legal de rigidez, e percebemos que os dinamarqueses levaram muito a sério. Todos levaram à risca a questão do distanciamento, e é algo respeitado ainda hoje. No clube, todo dia temos que responder a um questionário elaborado sobre nossa saúde. Está tudo caminhando para o sucesso no final da temporada", comemorou o jogador, em entrevista ao UOL Esporte.

A Dinamarca optou pela obrigação do confinamento e pelo fechamento de fronteiras em 13 de março. Tomou as medidas antes mesmo de Espanha e França, países muito mais afetados pela pandemia. Como resultado, a população local já está há mais de um mês sem quarentena e, desde então, o país não registrou nenhuma morte causada pelo coronavírus em vários dias. Na quinta-feira, o governo informou dois óbitos e 59 novos contaminados.

"Os restaurantes já funcionam com mesas que estão afastadas umas das outras. Também tem respeito natural de distanciamento por parte de cada um. Há recomendação de não aglomerar mais de dez pessoas no mesmo ambiente. Aos poucos, tudo volta ao normal", contou Paulinho.

A Dinamarca foi o primeiro país da Europa a relaxar as regras do confinamento. A rigidez com que a quarentena foi realizada em março é vista pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como fundamental para o que número de mortes não chegue a 600. A vizinha Suécia, que adotou medidas menos rigorosas, já tem mais de quatro mil vítimas.

País rico, com grande modernização nas atividades industriais, em especial nos segmentos de eletroeletrônicos, construção naval e máquinas, a Dinamarca lançou plano econômico junto com o confinamento. Por dois meses, o governo pagou 75% do salário dos trabalhadores do setor privado ameaçados de demissão.

"No clube nós tivemos uma redução de 20% do salário, sendo que ainda há um acordo com a diretoria para que esse valor descontado seja pago ao longo do contrato", afirmou Paulinho.

O Midtjylland volta a atuar pelo Campeonato Dinamarquês nesta segunda-feira (1º). O time recebe o Horsens, pela penúltima rodada da primeira fase da competição. Os seis primeiros colocados avançam para a segunda fase, carregando os pontos conquistados até então. Cada time joga mais uma vez em casa e fora contra cada um dos adversários qualificados, e aquele que somar mais pontos ao fim desta etapa fica com o título.

A carreira no Brasil

Revelado pelo Santo André em 2015, Paulinho se transferiu para o Santos no ano seguinte, mas não chegou a atuar pelo time profissional. Ele se destacou em 2018 atuando pelo São Bento na Série B do Campeonato Brasileiro e foi comprado pelo Bahia no mesmo ano.

No clube nordestino, Paulinho participou da campanha do título do Campeonato Baiano no ano passado. Pouco depois, o Midtjylland pagou cerca de R$ 3 milhões por 50% dos direitos do lateral e o contratou.

"Melhor jogador que atuei ao lado foi o Gilberto em 2019. Ele terminou o ano brilhando pela artilharia, e foi um ano de ótima fase dele. Até brinco que ele fez muito gol, mas o primeiro foi com uma assistência minha", relembrou Paulinho.

Prestes a terminar sua primeira temporada pelo Midtjylland, Paulinho ganhou a posição de titular nos últimos jogos e já soma dez partidas, tendo marcado um gol.

"O jogo mais marcante da minha carreira foi a minha estreia pelo Bahia, no Maracanã [1 a 1 contra o Fluminense, em agosto de 2018], mas o gol mais bonito da minha carreira foi feito aqui contra o SønderjyskE [vitória por 3 a 0]", avalia o lateral.

Futebol