PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras faz acordo e reduz salário de atletas, técnico e cartolas em 25%

Jogadores do Palmeiras terão redução salarial de 25% junto com técnico e diretores - Marcello Zambrana/AGIF
Jogadores do Palmeiras terão redução salarial de 25% junto com técnico e diretores Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em Porto Alegre

30/04/2020 11h53

O Palmeiras anunciou, no fim da manhã de hoje, um acordo para redução salarial no departamento de futebol durante a pandemia de coronavírus. Os salários terão corte de 25% no valor registrado em carteira de trabalho nos meses de maio e junho para atletas, o técnico Vanderlei Luxemburgo, o gerente Cícero Souza e o diretor Anderson Barros. Os demais funcionários do clube farão parte de outro acordo.

O pacto foi firmado com o aval do grupo de jogadores e da comissão técnica. Departamento jurídico e financeiro também participaram da elaboração do plano.

"Vivemos um momento de uma crise de grandes proporções no mundo. Vários segmentos estão sendo afetados e com o futebol não é diferente. Existem situações em que disposição e comprometimento são imprescindíveis para se chegar a um bom termo. Temos que pensar no todo para conseguirmos avançar em direção a um benefício maior. A maturidade do nosso elenco foi fundamental para que chegássemos a uma solução boa para todos", disse o presidente Maurício Galiotte ao site oficial do Palmeiras.

A exemplo de outros clubes no Brasil, o Palmeiras liberou os jogadores para treinamentos individuais e posteriormente concedeu férias ao grupo durante o período de inatividade nas competições de futebol. O período se encerraria no dia 20 de abril, mas foi prorrogado até o dia 30.

"Os jogadores entraram em um consenso e me contataram. Eu mostrei que cabia a eles aceitar a decisão ou não, e deixei claro que, o que eles resolvessem, eu, o Anderson Barros e o Cícero Souza estaríamos fechados com eles e também faríamos parte do acordo. Esta decisão democrática é a maneira que temos para contribuir com o equilíbrio financeiro do clube, a manutenção do seu quadro de funcionários e atravessar este momento da melhor maneira possível", disse o técnico Vanderlei Luxemburgo.

O volante Felipe Melo destacou que o momento é de união. "Tenho conversado constantemente com o professor Luxemburgo e chegamos a um consenso...este é um momento de unirmos forças para preservarmos o bem-estar e a segurança de nossas famílias. Estamos agindo com responsabilidade e sendo flexíveis, buscando um equilíbrio em todas as pontas: clube, atletas, diretores, comissão técnica e funcionários diretos e indiretos", afirmou.

Para o jogador, o acordo é a solução mais apropriada no momento. "Tenho certeza de que construímos uma solução equilibrada com o consenso de todos. Temos uma história de sucesso aqui e precisamos respeitá-la para que nossos próximos capítulos sejam desenhados com excelência", disse.

Palmeiras