PUBLICIDADE
Topo

Crefisa garante pagamento ao Palmeiras, mesmo em tempos de coronavírus

Leila Pereira, dona da Crefisa - Newton Menezes/Folhapress
Leila Pereira, dona da Crefisa Imagem: Newton Menezes/Folhapress

José Eduardo Martins e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo e Belo Horizonte

18/04/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Palmeiras tem motivo para respirar um pouco mais aliviado. Mesmo em tempos de pandemia do coronavírus, a Crefisa, patrocinador master clube, vai arcar de maneira integral com os seus vencimentos, segundo apurou o UOL Esporte. O valor fixo anual para a empresa vincular a sua marca e a da Faculdade das Américas ao Alviverde gira em torno de R$ 81 milhões por temporada.

Apesar de ter problemas de caixa por causa da falta de receita oriunda aos jogos, o Palmeiras tenta, ao máximo, não mexer nos vencimentos de seus jogadores e demais funcionários. O clube faz contas para que seja necessária a redução — como aconteceu nos casos de São Paulo e Atlético-MG.

Os dirigentes e jogadores do clube têm a orientação de não se pronunciarem neste momento. A ideia é só concederem entrevistas quando houver uma posição consolidada sobre como agir durante a crise. Vale também destacar que o Palmeiras é um dos poucos clubes que tinha seus salários em dia e uma boa fonte de receita.

Os atletas e demais funcionários têm férias até o dia 30 deste mês. Ainda não há uma previsão de quando e como as atividades serão retomadas. Existe a possibilidade de o retorno aos treinamentos ser gradual. Além do Campeonato Paulista, a equipe disputava também a Copa Libertadores.

Palmeiras