PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras estreia na Libertadores com golaços e bate Tigre fora de casa

Luiz Adriano comemora depois de anotar o primeiro gol do Palmeiras no duelo contra o Tigre - Juan Mabromata/AFP
Luiz Adriano comemora depois de anotar o primeiro gol do Palmeiras no duelo contra o Tigre Imagem: Juan Mabromata/AFP

Do UOL, em São Paulo

04/03/2020 21h05

O Palmeiras estreou bem na Libertadores e venceu o Tigre por 2 a 0 fora de casa na noite desta quarta-feira (4). Com golaços de Luiz Adriano e Willian, o Alviverde teve mais pontaria que o rival argentino e volta para o Brasil com três pontos. No momento em que tomava pressão no 2º tempo, o time soube aproveitar a expulsão de um adversário para ampliar a vitória.

A equipe teve muita velocidade na linha de frente, com Dudu centralizado no lugar de Raphael Veiga, mas demonstrou que ainda precisa de ajustes para jogar desta forma, especialmente na hora de recompor e de marcar. A distância entre o meia e os volantes permitia que o adversário criasse chances, mas sempre sem pontaria.

Agora, o Palmeiras volta para casa para jogar o Paulista, diante da Ferroviária, no próximo sábado, no Allianz Parque, às 17h. Pela Libertadores, o time tem compromisso marcado para terça-feira (10), às 21h30, diante do Guarani (PAR), que eliminou o Corinthians. O Tigre pega o Bolivar no mesmo dia, mas às 19h15.

Jogadores do Palmeiras celebram gol marcado contra o Tigre - Juan Mabromata/AFP - Juan Mabromata/AFP
Jogadores do Palmeiras celebram gol marcado contra o Tigre
Imagem: Juan Mabromata/AFP

Os melhores: Willian e Gustavo Gómez

Willian foi extremamente decisivo. Além de dar o passe do primeiro gol, fez o segundo e ainda criou chance para o terceiro. Gustavo Gómez, por sua vez, foi extremamente preciso na defesa e não deu chances para os rivais.

O pior: Acuña

Expulso de maneira infantil e por um coice violento em Rony, o jogador prejudicou bastante o Tigre quando a equipe ainda perdia só de 1 a 0 e tinha chances de empatar.

Luiz Adriano faz o 1000º gol internacional do Palmeiras

O Palmeiras começou o jogo melhor, com a posse de bola e acertando a tentativa no terço final para levar perigo ao Tigre. Até que a marcação pressão deu certo com Gabriel Menino, o Alviverde roubou a bola e viu Willian carregar na entrada da área. Ele achou Luiz Adriano, que deu drible de corpo no zagueiro adversário e chutou firme da entrada da área para abrir o placar aos 17 minutos do 1º tempo. Esse foi o gol 1000º dos palmeirenses em competições internacionais.

Palmeiras recua, e Tigre cria oportunidades

Depois de abrir o placar, o Palmeiras recuou bastante e deixou o Tigre criar oportunidades. Primeiro em um erro de saída de bola de Felipe Melo, depois em jogadas feitas pelo lado, sendo uma delas em bola mal afastada de Gabriel Menino. Weverton não precisou praticar grandes defesas, mas as jogadas assustaram o goleiro e arrancaram o "uh" do torcedor argentino.

Buraco no meio faz Palmeiras ficar com defesa frágil

O esquema de jogo treinado por Vanderlei Luxemburgo dá muita velocidade ao ataque, mas ainda não está acertado na hora de defender. Com Dudu se juntando bastante ao ataque, o time ficava com um buraco entre os dois volantes e o meio-campista. Isso dava espaço para o Tigre armar jogadas e chegar na área palmeirense. Para a sorte de Weverton, a pontaria dos rivais não estava em dia.

Tigre tem jogador expulso, e Palmeiras aumenta vantagem

Com o Tigre em cima, o Palmeiras começou a ver seu goleiro ser mais ameaçado. Até que Acuña disputou bola com Rony e, na queda, deu um "coice" no palmeirense. O juiz Wilmar Roldan viu o lance e expulsou o jogador do time argentino. Logo em seguida, o Alviverde criou duas chances. Na primeira, Rony não aproveitou rebote e chutou por cima já sem goleiro. Em seguida, Rony acertou belo drible pela esquerda e tocou para Willian, que fez um golaço ao acertar a bola no ângulo da intermediária.

Palmeiras troca referência por velocidade e tem pênalti não marcado

Com os 2 a 0 no placar, Vanderlei Luxemburgo mudou a formação do seu ataque, para trocar um homem de referência por mais velocidades em contra-ataque. A troca foi a entrada de Veron no lugar de Luiz Adriano. Poucos minutos depois da troca, Willian saiu cara a cara com o goleiro adversário, driblou e foi tocado. O atacante caiu no chão e reclamou de pênalti. Wilmar Roldan não concordou e mandou o jogo seguir. Luxa ainda tirou Ramires para a entrada de Luan e Willian para a entrada de Zé Rafael.

Palmeiras estreia uniforme

O jogo serviu para o Palmeiras atuar com sua nova linha de uniformes lançada pela Puma nos últimos dias. O Alviverde atuou com a camisa número 2, de cor branca. No próximo sábado, pelo Paulista, é provável que o time apresente o uniforme de número 1, de cor verde.

FICHA TÉCNICA
TIGRE 0 x 2 PALMEIRAS

Data: 04 de março de 2020, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Estádio José Dellagiovanna, Victoria (ARG)
Árbitro: Wilmar Roldan (Colômbia)
Cartões amarelos: Melivillo e Rodríguez (TIG); Menino (PAL)
Cartão vermelho: Acuña (TIG)
Gols: Luiz Adriano, aos 17 minutos do 1º T; Willian, aos 19 minutos do 2º T

TIGRE: Gonzalo Marinelli; Matías Pérez Acuña, Gerardo Alcoba, Néstor Moiraghi e Lucas Rodríguez; Sebastián Prediger e Jorge Ortiz (Domínguez); Juan Ignacio Cavallaro (Luna) e Diego Morales; Emanuel Dening e Melivillo (Galmarini).
Técnico: Néstor Gorosito

PALMEIRAS: Weverton; Menino, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Matias Viña; Bruno Henrique, Ramires (Luan) e Dudu; Willian (Zé Rafael), Rony e Luiz Adriano (Veron).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Palmeiras