PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Previsão de temporal faz ato contra diretoria do Flamengo ser cancelado

Torcidas organizadas do Flamengo planejaram ato para cobrar respostas da diretoria - Thiago Ribeiro/AGIF
Torcidas organizadas do Flamengo planejaram ato para cobrar respostas da diretoria Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

10/02/2020 15h38

O protesto organizado pelas torcidas organizadas do Flamengo, que aconteceria na noite de hoje (10), próximo à sede do Rubro-Negro, foi cancelado devido à previsão de fortes chuvas no Rio de Janeiro. O ato tinha o intuído de cobrar respostas da diretoria em relação ao incêndio do Ninho do Urubu, que completou um ano no último sábado. De acordo com um comunicado divulgado nas redes sociais, um nova data será marcada para a ação.

"Para não colocar em risco a integridade física dos nossos associados e demais torcedores, cancelamos nossa ida ao Clube de Regatas do Flamengo, marcado para o dia de hoje", diz trecho da nota.

Na convocação para o protesto, no último domingo, as organizadas afirmaram que não podiam se "calar diante de tamanho descaso" e garantiram que "vão até o fim para resolver com dignidade a vida dos familiares dos nossos 10 meninos do Ninho".

No último sábado, familiares e amigos de Christian Esmério, Jorge Eduardo e Pablo Henrique - três das vítimas fatais - foram ao Ninho, com flores brancas e vela, para realizarem uma homenagem, mas apenas os parentes de Pablo entraram. Os seguranças acompanharam o grupo e impediram fotos. O restante das pessoas ficou do lado de fora, pois o clube informou que não havia um pedido prévio.

Questionado sobre o fato, o presidente Rodolfo Landim disse que que os parentes das vítimas teriam começado a "fazer um barulho danado" por conta da presença de emissoras de TV no local.

O incêndio no CT do Flamengo deixou 10 mortos e três feridos. Até o momento, o Flamengo fechou quatro acordos em 11 negociações. Dos casos finalizados, há o aperto de mão com as famílias de Athila Paixão, de Gedson Santos, o Gedinho, de Vitor Isaias e com o pai de Rykelmo.

Organizadas do Flamengo cancelam protesto por conta da previsão de temporal no Rio de Janeiro - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Com a mãe de Rykelmo, que acionou a Justiça, e com os familiares de Arthur Vinícius, Bernardo Pisetta, Christian Esmério, Jorge Eduardo, Pablo Henrique e Samuel Thomas ainda não houve resolução. As defesas não estão sendo conduzidas de forma coletiva.

Veja nota na íntegra:

"Mediante à previsão de tempestade no Estado do Rio de Janeiro, para não colocar em risco a integridade física dos nossos associados e demais torcedores, cancelamos nossa ida ao Clube de Regatas do Flamengo, marcado para o dia de hoje.

Em breve divulgaremos uma nova data e contamos com a presença de todos"

Flamengo