PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Grêmio ganha 'respiro' sem Tardelli e intensifica busca por novo atacante

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

17/01/2020 04h00

O Grêmio ganhou um fôlego na folha salarial com a rescisão de Diego Tardelli. A saída amigável para o fim do contrato era desejada há tempos justamente pelo 'respiro' financeiro. Com mais dinheiro à disposição para bancar salários, o clube gaúcho intensifica a busca no mercado da bola por um novo atacante.

De acordo com o clube, existe uma lista de nomes que interessam. Nenhuma negociação em andamento, mas o plano é avançar no tema nos próximos dias.

Pedro, em vias de fechar negócio com Fiorentina e Flamengo, foi o primeiro alvo tentado. Agora, a lista elaborada por Renato Gaúcho e diretoria passa a ser explorada com maior condição de negócio.

"Temos limitação na folha e procura ser disciplinado. O fato de desonerar a folha implica em outro conceito, ser competitivo. O Grêmio vai se reforçar no ataque, mas isso não é novidade. É claro que o Grêmio vai utilizar [fôlego no caixa mensal] para buscar reforços", disse Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio.

Sem Diego Tardelli, o Grêmio ganha cerca de R$ 1 milhão a mais para salários no elenco. A ideia da diretoria não é, necessariamente, encontrar um reforço para encaixar nessa vaga. Se possível, o clube quer dividir a quantia entre os alvos desejados.

O Grêmio, atualmente, tem André e Luciano como opções para a vaga de centroavante. Da Silva, destaque da base, também fará parte do grupo principal ao longo de 2020.

Futebol