PUBLICIDADE
Topo

Florida Cup

Após 0 a 0, Palmeiras supera Nacional-COL nos pênaltis em estreia de Luxa

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/01/2020 01h02

Classificação e Jogos

O Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo começou a temporada 2020 com um empate sem gols. No início da madrugada desta quinta-feira no horário de Brasília (16), a equipe palestrina ficou no 0 a 0 com o Atlético Nacional, da Colômbia, em Orlando, pela estreia dos dois times na Florida Cup. Nos pênaltis, os palmeirenses venceram por 10 a 9, com Jailson pegando a décima cobrança rival.

No primeiro duelo da temporada, Luxemburgo usou dois times diante dos colombianos. Na etapa de abertura, com Felipe Melo na zaga e o jovem Patrick de Paula, o Palmeiras criou boas chances, mas sentiu a falta de ritmo. No tempo final, Luxa viu jovens como Gabriel Menino, Wesley e Gabriel Verón atuarem em bom nível.

A equipe palestrina ainda tem mais um teste antes da estreia no Campeonato Paulista, marcada para dia 22, às 19h15 (de Brasília), contra o Ituano, fora de casa. No sábado (18), às 16h, o Palmeiras encara o New York City, time derrotado pelo Corinthians na noite de quarta.

Quem foi bem: jovens se destacam

Patrick de Paula, Gabriel Menino, Wesley e Gabriel Verón. Luxemburgo prometeu dar mais espaço à categoria de base do Palmeiras em 2020. Neste primeiro teste, o treinador acabou premiado. Patrick, no primeiro tempo, Menino, Wesley e Verón, no segundo, tiveram bom rendimento e saíram aprovados nesta primeira prova da temporada.

Quem foi mal: Luiz Adriano

Titular no primeiro confronto do ano, Luiz Adriano teve pouca participação durante a estreia palmeirense. O centroavante apareceu pouco para o jogo nos 45min em campo nos Estados Unidos. O camisa 10 é o grande nome da posição, já que Borja saiu para o Junior Barranquilla e Deyverson deve sair do clube ainda neste início de ano.

Cronologia do jogo

Vanderlei Luxemburgo  - Igor Castro/Florida Cup - Igor Castro/Florida Cup
Imagem: Igor Castro/Florida Cup

O Palmeiras começou a partida apresentando bom ritmo de jogo e criando boa oportunidade com Dudu, aos 6min, que cortou a marcação e chutou sobre o gol. O mesmo Dudu, aos 14min, fez grande jogada deixando o zagueiro no chão e cruzou para Lucas Lima, que parou no goleiro adversário.

Ao mesmo tempo, o Atlético Nacional insistiu pelo lado esquerdo da defesa palmeirense e encontrou espaços nas costas de Diogo Barbosa. A grande chance colombiana, contudo, veio só no início do segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Jailson parou chute de Quiñones e rebote de Barrera para segurar o 0 a 0.

A partir de então, as duas equipes se expuseram em busca do gol e criaram chances. Pelo Palmeiras, Wesley e Zé Rafael encontraram boas chances; pelo lado colombiano, Barrera quase anotou um golaço de cobertura. Gabriel Verón, aos 43min, teve a última chance antes dos pênaltis.

Sai ano, entra ano: Dudu

Principal jogador do Palmeiras, Dudu começou bem a temporada. Durante os 45min em campo, o camisa 7 foi o principal escape palmeirense no ataque, encontrando bom entrosamento com um participativo Lucas Lima. Na segunda etapa, o jovem Gabriel Verón entrou no lugar e logo no início teve boa chance para abrir o placar, sendo parado somente em um bom desarme.

Felipe Melo na zaga

A grande alteração de Vanderlei Luxemburgo para esta estreia de 2020 acabou sendo pouco testada. Felipe Melo mostrou virtudes na saída de bola, mas encarou dificuldades evidentes de posicionamento para um atleta ainda em adaptação. Porém, em um jogo truncado no meio-campo, o camisa 30 teve pouco trabalho com os atacantes rivais.

Luto palmeirense

Lucas Lima Palmeiras - Rafael Ribeiro/Florida Cup - Rafael Ribeiro/Florida Cup
Imagem: Rafael Ribeiro/Florida Cup

O Palmeiras atuou com uma faixa preta no braço de cada jogador. O luto representava uma homenagem a Valdir Joaquim de Moraes, lenda do clube e do futebol nacional que morreu no último fim de semana, em Porto Alegre, aos 88 anos. Valdir jogou pelo clube e foi pioneiro como preparador de goleiros, trabalhando com nomes como Sérgio, Velloso e o pentacampeão Marcos.

Profe Osorio nem vai aos EUA

Hoje no Atlético Nacional, o ex-técnico do São Paulo Juan Carlos Osorio sequer viajou para os Estados Unidos. Em virtude de problemas de saúde do seu pai, o treinador permaneceu na Colômbia. O rival palmeirense teve o comando do auxiliar Pompilio Páez no duelo desta quarta.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 (10) x (9) 0 ATLÉTICO NACIONAL

Local: Exploria Stadium, em Orlando (EUA)
Data: 15 de janeiro de 2020 (quarta-feira)
Horário: 22h50 (de Brasília)
Árbitro: Elvis Osmanovic (EUA)
Assistentes: Kyle Cividanes e Madzid Coric (ambos dos EUA)
Cartões Amarelos: Marcos Rocha, Gustavo Gómez (Palmeiras); Duque (Atlético Nacional)

PALMEIRAS: Weverton (Jailson); Marcos Rocha (Mayke), Felipe Melo (Luan), Gustavo Gómez (Emerson Santos) e Diogo Barbosa (Victor Luis); Patrick de Paula (Gabriel Menino) e Bruno Henrique (Ramires); Dudu (Willian), Lucas Lima (Zé Rafael) (Alanzinho) e Raphael Veiga (Gabriel Verón); Luiz Adriano (Wesley).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

ATLÉTICO NACIONAL: Quintana (Cuadrado); Muñoz (Yabur), Palacios (Mosquera), Braghieri (Córdoba) e Mafla (Blanco); Perlaza (Velásquez), Andrade (Rovira) e Gómez (Duque); Moreno (Quiñones), González (Candelo) e Vladimir Hernández (Barrera).
Técnico: Pompilio Páez (auxiliar)