PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Como Luxemburgo quer ajudar Felipe Melo dando a faixa de capitão a ele

Felipe Melo em ação contra o Atlético Nacional; jogador se tornou o capitão do Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Felipe Melo em ação contra o Atlético Nacional; jogador se tornou o capitão do Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/01/2020 12h00

Resumo da notícia

  • Vanderlei Luxemburgo anunciou que Felipe Melo será o capitão do Palmeiras em 2020.
  • Treinador destacou que a faixa serve também para Felipe "deixar de fazer algumas coisas desnecessárias".
  • O agora zagueiro disse que já "se sentia capitão" e elogiou também a liderança de Bruno Henrique, antigo dono da faixa.
  • Bruno Henrique também foi citado como exemplo por Luxemburgo.
  • No duelo contra o Atlético Nacional, Felipe Melo foi testado como zagueiro, em uma das ideias de Luxa para o time.
Classificação e Jogos

Felipe Melo se tornou o novo capitão do Palmeiras. Ontem, na vitória nos pênaltis sobre o Atlético Nacional, pela Florida Cup, o agora zagueiro ostentou a faixa, que costuma ser símbolo de liderança em uma equipe. De acordo com o técnico Vanderlei Luxemburgo, a decisão não é apenas para a abertura da temporada. O "Pitbull" assume a braçadeira, e o treinador espera que isso o ajude a melhorar sua postura em campo.

"Vai seguir. É uma decisão: o Felipe passou a ser o capitão da equipe", anunciou Luxemburgo, depois do triunfo por 10 a 9 nos pênaltis sobre os colombianos, após empate sem gols durante os 90 minutos.

Além da confiança no poder de liderança de Felipe Melo, um dos jogadores mais experientes do elenco, o treinador quer que o objeto sirva para o jogador se tornar um exemplo ainda maior na Academia de Futebol. Ter a faixa surge como uma lição para o camisa 30 também, de acordo com o treinador.

"Quero que o Felipe...espera que vocês [imprensa] são perigosos, e a gente tem que encontrar a palavra certa... O ímpeto dele de discutir coisas que não precisam ser discutidas. Capitão tem que ser exemplo para ele e para a garotada que está chegando agora aqui. Vai deixar de fazer algumas coisas que são desnecessárias e trazem desconforto para ele e equipe", explicou Luxemburgo.

O técnico também elogiou Bruno Henrique, antigo dono da faixa de capitão. Para Luxemburgo, é normal a equipe contar com "duas, três ou até quatro lideranças" dentro de um elenco. O também volante só perdeu a tarjeta, e não o status de líder, como ressaltou o treinador.

Esta visão de Luxemburgo acabou sendo compartilhada pelo próprio Felipe Melo após o jogo contra os colombianos. Depois do empate, o Palmeiras segue em Orlando, onde joga sábado, às 16h (de Brasília), contra o New York City FC.

"O Bruno Henrique não deixa de ser capitão da equipe, assim como o Dudu e o Gustavo [Gómez] não deixam. Somos vários homens que temos com este espírito de liderança e que carregamos os demais. É normal", declarou.

"Foi passada [a faixa] e me sinto feliz, mas serei sincero: já me sentia capitão da equipe. Capitão não é só aquele que leva a braçadeira", reforçou Felipe Melo.

Palmeiras