PUBLICIDADE
Topo

Firmino marca no fim e Liverpool decide Mundial de Clubes contra o Flamengo

Brasileiro saiu do banco e fez o gol da vitória sobre o Monterrey por 2 a 1 nos acréscimos da partida - Kai Pfaffenbach/Reuters
Brasileiro saiu do banco e fez o gol da vitória sobre o Monterrey por 2 a 1 nos acréscimos da partida Imagem: Kai Pfaffenbach/Reuters

Do UOL, em São Paulo

18/12/2019 16h21

Classificação e Jogos

Está definida a final do Mundial de Clubes de 2019: Flamengo x Liverpool, assim como em 1981. No jogo de hoje pelas semifinais da competição, o time de Jurgen Klopp sofreu mais do que o esperado, mas venceu o Monterrey (México) por 2 a 1 e avançou, graças a um gol de Roberto Firmino já nos acréscimos do segundo tempo.

Agora, o time inglês decidirá o título mundial contra os rubro-negros, em duelo no sábado, às 14h30 (horário de Brasília). Antes disso, às 11h30, o Monterrey disputará o terceiro lugar do torneio contra o Al-Hilal (Arábia Saudita). As duas partidas acontecem no Khalifa International Stadium, em Doha.

Liverpool sai na frente, mas sofre empate e pressão

Em campo hoje, mesmo poupando titulares como Trent Alexander-Arnold, Sadio Mané e Roberto Firmino, o Liverpool precisou de pouco tempo para sair na frente. Aos 11 minutos do primeiro tempo, Mohamed Salah recebeu na intermediária, girou em cima da marcação e passou em profundidade para Naby Keita. O meia apareceu livre na direita dentro da área e tocou na saída de Marcelo Barovero para fazer 1 a 0.

Keita gol Liverpool - Karim Jaafar/AFP - Karim Jaafar/AFP
Naby Keita recebeu na área e abriu o placar para o Liverpool, mas ingleses sofreram com sufoco
Imagem: Karim Jaafar/AFP

Só que o Monterrey não se abalou com o gol e reagiu. Aos 12, Dorlán Pabón apareceu na direita dentro da área e bateu forte, para fora. Depois, aos 14, Jesus Gallardo recebeu de cabeça de Cesar Montes e chutou; Alisson defendeu, mas Rogelio Funes Mori ficou com a sobra e empatou.

Funes Mori Monterrey x Liverpool - Karim Jaafar/AFP - Karim Jaafar/AFP
Rogelio Funes Mori empatou para o Monterrey, que conseguiu pressionar o Liverpool
Imagem: Karim Jaafar/AFP

E o Monterrey quase virou mais tarde, aos 26 minutos, em novo chute de Dorlán Pabón pela direita. Desta vez, Alisson espalmou o chute do ex-são-paulino, e a defesa inglesa afastou. Dez minutos depois, mais uma chance com Pabón pela direita, em chute rasteiro - o goleiro brasileiro espalmou e Rogelio Funes Mori não chegou na sobra.

Aos 42, o Liverpool quase fez o segundo gol em um lance parecido com o do primeiro. Alex Oxlade-Chamberlain tocou nas costas da zaga mexicana para Naby Keita, que correu para recebeu e tentou tirar de Marcelo Barovero. O goleiro, porém, se esticou e interceptou a bola.

Monterrey assusta, mas Liverpool vence no fim

A segunda metade do jogo começou da mesma forma que terminou a primeira: com pressão mexicana. Aos 4 minutos, Pabón bateu falta da intermediária e obrigou Alisson a cair com categoria para a direita para defender. No minuto seguinte, o mesmo Pabón bateu cruzado da direita, e mais uma vez o goleiro brasileiro teve que trabalhar.

Keita, melhor do Liverpool no jogo até então, teve boa chance aos 12: limpou a marcação na entrada da área e bateu, mas a bola explodiu no corpo de Barovero. Mas o Monterrey, de novo, apertou aos 20: após bate-rebate na área inglesa, Pabón - de novo - tentou pela direita e mandou para fora.

Mais tarde, aos 28 minutos, nova chance vermelha: James Milner recebeu de Oxlade-Chamberlain na direita e cruzou rasteiro para a área; Divock Origi desviou para o gol, a bola ainda pegou no ombro de Sadio Mané e saiu.

Mas Jurgen Klopp ainda tinha uma carta na manga: Roberto Firmino, que saiu do banco aos 39 minutos. Aos 45, Salah recebeu na linha de fundo pela direita, saiu da marcação de dois e tocou a bola para Alexander-Arnold cruzar rasteiro para a área. O brasileiro apareceu e desviou para as redes - para alívio inglês e tristeza mexicana.