PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jesus é homenageado na Câmara do Rio; Landim ouve protesto sobre Ninho

Título de Cidadão Honorário Carioca a Jorge Jesus: técnico Jorge Jesus durante a entrega do título no Plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Thiago Ribeiro/AGIF
Título de Cidadão Honorário Carioca a Jorge Jesus: técnico Jorge Jesus durante a entrega do título no Plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Alexandre Araújo

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

25/11/2019 12h14

Resumo da notícia

  • Jorge Jesus recebeu o título de Cidadão Honorário da Cidade do Rio de Janeiro na Câmara Municipal
  • "Quando o Flamengo ganha, o Rio amanhece mais feliz", disse Jorge Felippe (MDB), presidente da Câmara
  • Quando a delegação do Fla chegou, a torcedora Ester Diaz cobrou: "Paguem às famílias dos garotos do Ninho"
  • "Você, agora, sendo carioca, espero que possa ficar conosco por muito tempo", pediu o presidente do Fla para Jesus

Após o Flamengo ser campeão da Libertadores e do Campeonato Brasileiro no último fim de semana, o técnico Jorge Jesus ganhou mais um título nesta segunda-feira (25). O comandante rubro-negro recebeu o título de Cidadão Honorário da Cidade do Rio de Janeiro.

A homenagem, proposta do vereador Felipe Michel (PSDB) e aprovada na última sexta-feira, foi realizada na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, nesta manhã.

Além do próprio treinador português, dirigentes do Flamengo também marcaram presença. O presidente Rodolfo Landim, o vice-geral e jurídico Rodrigo Dunshee, o vice de Relações Externas Luiz Eduardo Baptista, o Bap, e o diretor executivo de futebol, Bruno Spindel, estiveram no evento.

O treinador foi ovacionado tanto na chegada quanto quando teve o nome anunciado por Jorge Felippe (MDB), presidente da Câmara Municipal do Rio. O governador Wilson Witzel, que vem acompanhando os festejos do Flamengo desde Lima, no Peru, onde aconteceu a final da Libertadores, foi outro a participar da homenagem.

"Quando o Flamengo ganha, o Rio amanhece mais feliz, as pessoas ficam com um sorriso no rosto", disse Jorge Fellipe.

Protesto solitário "paguem às famílias dos garotos do Ninho"

Logo que Landim e Dunshee chegaram à Câmara do Rio de Janeiro, ouviram da rubro-negra Ester Diaz uma cobrança: "paguem às famílias dos garotos do Ninho". Torcedora do Flamengo, ela ressalta que a alegria pelas conquistas da Libertadores e Brasileiro não pode fazer com que a tragédia seja esquecida.

"Sou rubro-negra fanática, mas o Flamengo tem essa obrigação. Estão rachando de dinheiro, bilheterias altíssimas tanto em casa quanto fora... O Flamengo tem a obrigação de pagar às famílias. Até agora só foram feitos quatro acordos. Foram 10 crianças mortas dentro do Ninho do Urubu, não dá para aceitar. É um clube muito rico, tem de pagar as famílias. Apesar da alegria [com os títulos], não podemos esquecer de cobrar. Vibrei muito, estou confiante no Mundial, mas é obrigação pagar. As famílias estão desemparadas e eles têm de pagar", disse ela, que ostentava a camisa do Flamengo.

Torcida e música

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro fica localizada na Cinelândia, centro do Rio. Muitos rubro-negros marcaram presença na porta do local para tentar uma foto com Jesus. Um carro estacionado em frente tocava o hino do Flamengo, músicas de torcida e funks relacionados ao Flamengo.

Nas galerias da Câmara, muitos rubro-negros, que festejaram a diretoria e o treinador Jorge Jesus. Diversos funcionários da Câmara foram trabalhar, nesta segunda-feira, com a camisa do Flamengo.

Durante a homenagem, Jorge Jesus ganhou de presente duas camisas da Portuguesa da Ilha do Governador. O "mimo" foi entregue por um convidado da vereadora Tania Bastos (Republicanos), que, durante o discurso, lembrou a relação que o Flamengo já teve relação com a Portuguesa, na época em que o Rubro-Negro utilizou o estádio na Ilha.

Landim a Jesus: "Carioca, espero que você possa ficar conosco"

O presidente do Flamengo, durante a fala, brincou com Witzel, dizendo que o governador é "um ex-corintiano convertido" ao Flamengo. Além disso, salientou a importância de Witzel no que diz respeito à concessão do Maracanã, estádio que hoje é gerido conjuntamente por Flamengo e Fluminense.

O mandatário fez elogios a Jorge Jesus e garantiu que quer contar com o treinador, que tem contrato até maio, por muito tempo. "Além do profundo conhecimento de futebol, determinação que se entrega. A vitalidade que tem. A qualquer momento, está trabalhando. O nível de detalhe do que ele se presta a fazer, o foco que ele coloca, mantendo sempre a equipe trabalhando em busca do objetivo. São características de liderança que não encontramos tão facilmente. Resultados vieram em consequência disso", afirmou ele, que completou:

"Agradecer ao Jesus por ter aceitado esse desafio. Isso que estamos fazendo e pouco para pagar o carinho e admiração que passamos a ter por você. Estamos muito felizes de contar com você. Você, agora, sendo carioca, espero que possa ficar conosco por muito tempo".

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella não esteve na Câmara, mas enviou um vídeo para felicitar Jorge Jesus. "Queria dar as boas-vindas a Jorge Jesus, novo cidadão carioca. Essa iniciativa representa a gratidão do povo do Rio a este técnico que conduziu o Flamengo a uma vitória espectacular".

"Palanque" antes de homenagem

Chamado para dar um depoimento, Wilson Witzel, antes de fazer elogios a Jesus, falou sobre a gestão que vem fazendo à frente do Estado do Rio.

"Ali, eu vi que ele não tinha vergonha de ser feliz. Confraternizou com a torcida do Flamengo. Está incorporando o espírito carioca de ser", disse, prometendo levar o treinador ao Desfile das Escolas de Samba, no Carnaval do ano que vem.

Cadê o Queiroz?

Durante a homenagem, foi transmitido um vídeo de Flávio Bolsonaro (sem partido), senador pelo Rio. Ao fim, uma pessoa presente à galeria gritou "Cadê o Queiroz?".

Jesus se emociona

Durante o discurso, Jorge Jesus não conteve as lágrimas. Ele falou sobre a ligação entre Brasil e Portugal, da mistura de culturas e do orgulho que os conterrâneos devem estar sentindo dele, momento em que se emocionou.

Pedido por "fica"

Antes do evento terminar, Jorge Jesus ouviu de alguns torcedores o pedido para ficar no Flamengo. O contrato dele vai até maio, mas já há conversas para uma renovação.

Futebol