Topo

Futebol


Como Palmeiras "emperrou" em Bahia e Corinthians pra ver Brasileiro escapar

Do UOL, em São Paulo

18/11/2019 12h00

No último domingo (17), o Palmeiras tinha a chance de diminuir a diferença do líder Flamengo caso conseguisse os três pontos diante do Bahia, fora de casa. No entanto, a equipe comandada pelo técnico Mano Menezes pecou pelo fraco desempenho no primeiro tempo e ficou apenas no empate diante do clube baiano. Foi uma reedição do que aconteceu no primeiro turno, quando Palmeiras e Bahia também empataram, em 2 a 2, no Allianz Parque.

Os dois resultados foram fundamentais para tirar as chances do Verdão de conquistar o título brasileiro de 2019. E isso mesmo com cláusulas contratuais que impediam a "lei do ex". O time alviverde tem três jogadores de seu elenco emprestados ao time baiano (Juninho, Guerra e Artur), e todos eles, por contrato, não podem jogar contra o time alviverde. Guerra não conseguiu se firmar, enquanto os outros dois são titulares.

Dos times que o Palmeiras já enfrentou duas vezes no Brasileirão, apenas o Bahia e o Corinthians tiraram pontos do alviverde nas duas partidas, sendo quatro empates em todos esses confrontos. E, por duas vezes esses confrontos vieram seguidos, tanto no primeiro turno, quanto agora, no segundo. Antes dois empates contra Corinthians e Bahia nas duas últimas rodadas, a diferença para o Flamengo era de oito pontos, e agora é de 13. O time carioca venceu os dois jogos que fez nessas mesmas rodadas, além de ter um empate com o Vasco em uma rosada antecipada.

Na partida do primeiro turno, o Verdão ficou na frente do marcador em duas oportunidades, porém duas penalidades e um cartão vermelho fizeram com que o Bahia conseguissem o empate. Erros cruciais evitáveis do Palmeiras que resultaram em dois pontos a menos na tabela de classificação.

Já no duelo do segundo turno, realizado ontem, o time comandado por Mano Menezes (que não era o treinador da equipe no primeiro jogo) também teve inúmeras oportunidades de sair com o triunfo, só que desta vez os erros aconteceram no ataque, e não na defesa. Chutes para fora de Willian e Lucas Lima, na reta final da partida, definiram o empate e a distância ainda maior para o líder Flamengo.

No momento, o clube carioca tem 81 pontos e precisa de apenas uma simples vitória nos confrontos restantes para não depender de nenhum resultado e garantir mais um título nacional em sua história. Já o Palmeiras tenta "juntar os cacos" e se manter focado para garantir a segunda colocação, terminando os últimos quatro anos ou em primeiro ou em segundo no principal torneio do país.

Futebol