Topo

Inter volta ao Beira-Rio sob pressão e clima tenso em jogo perigoso com Flu

Zé Ricardo encara pressão pela queda de rendimento do Internacional e enfrenta o Fluminense - Ricardo Duarte/Inter
Zé Ricardo encara pressão pela queda de rendimento do Internacional e enfrenta o Fluminense Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

10/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • O Inter não vence há quatro jogos em casa, e o clima é de tensão no Beira-Rio.
  • Depois dos protestos no último treinamento, caso o time não vença o Fluminense, o ambiente pode ficar ainda pior.
  • Zé Ricardo vai mexer no time novamente para a partida da 32ª rodada, às 16h (de Brasília).
  • O Inter luta para conquistar vaga na próxima Libertadores como último objetivo da temporada.

Há alguns meses o Beira-Rio era quase sinônimo de vitória para o Inter. A torcida enchia o estádio na esperança de ver o time voltar a conquistar um título importante. A Libertadores, a Copa do Brasil, até mesmo jogos de Brasileiro empolgavam na casa vermelha. Mas o tempo tratou de findar a empolgação. Sem vencer há quatro partidas em casa, o Colorado encara o Fluminense hoje (10), às 16h (de Brasília), em clima tenso. A partida da 32ª rodada é perigosa nas pretensões que restam.

A Libertadores acabou com o empate contra o Flamengo, a Copa do Brasil no doloroso vice-campeonato definido na derrota para o Athletico Paranaense, e a rotina de tropeços no nacional não elevou a moral do time após as quedas. Odair Hellmann foi demitido, Zé Ricardo substituiu o interino Ricardo Colbachini, e o ano, que se desenhava positivo, caminha para um cenário bem distante disso.

O clima de apoio e festa agora é de tensão. Torcedores protestaram no pátio do estádio durante o treinamento de véspera da partida. Em caso de novo infortúnio, certamente novos momentos deste tipo acontecerão.

São quatro jogos sem vitória em casa. Empates contra Palmeiras (1 a 1), Santos (0 a 0) e Athletico Paranaense (1 a 1), e derrota para o Vasco (1 a 0). A última vitória em casa já faz mais de um mês, foi em 22 de setembro, contra a Chapecoense.

E a sequência no nacional também não está boa. Depois do 1 a 1 com Rubro-Negro, o Inter partiu para dois jogos como visitante e perdeu ambos, para Grêmio e Ceará, duas vezes por 2 a 0.

"Temos que continuar trabalhando. Estamos passando por um momento difícil. É ter humildade e saber que estamos passando por isso, trabalhar e buscar melhorar. Quando começarmos a vencer, uma, duas, vai aumentar a confiança e essa má fase vai embora", disse o volante Patrick.

Para reverter o cenário, Zé Ricardo mudará novamente o time. Edenilson, Nico López e Marcelo Lomba voltam de suspensão. Ao menos dois deles devem aparecer na equipe.

"Uma das nossas características sempre foi fazer grandes jogos em casa. Estamos há quatro partidas sem vencer, e precisamos vencer. Claro que se o torcedor nos apoiar, será um ponto a mais nessa caminhada. Mas respeitamos e entendemos a posição deles. Buscaremos a vitória independente de qualquer situação", completou o marcador.

O objetivo que restou no campeonato é a vaga na Libertadores da próxima temporada. O posto não está seguro e não vencer o jogo significaria deixar a meta um pouco mais distante.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X FLUMINENSE
Data e hora:
10/11/2019 (Domingo), às 16h (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn (ambos do PR)
Árbitro de vídeo: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick, D'Alessandro e Pottker; Paolo Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo
FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri, Allan, Daniel e Ganso; Yony González e Marcos Paulo.
Técnico: Marcão

Internacional