Topo

Roger Machado recebeu primeira chance de Renato e forjou "estilo Grêmio"

Roger Machado teve passagem positiva no Grêmio e iniciou modelo que conquistou títulos - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Roger Machado teve passagem positiva no Grêmio e iniciou modelo que conquistou títulos Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/10/2019 04h00

O Grêmio vai rever Roger Machado. Hoje (16), às 19h15 (de Brasília), na Arena, o ex-lateral esquerdo comandará o Bahia no confronto da 26ª rodada do Brasileiro. E seja pelo que fez como atleta ou treinador, a torcida gremista só tem boas lembranças dele.

A relação com o Tricolor começou como atleta. Roger foi campeão da Libertadores, Brasileiro, Copa do Brasil (três vezes), Estadual (quatro vezes), Recopa, tudo vestindo azul, branco e preto. E foi no clube que a trajetória fora dos campos também começou.

Roger foi contratado como membro da comissão técnica permanente em 2011. E seu treinador era exatamente Renato Gaúcho, que hoje comanda o Grêmio. Renato havia assumido em um momento turbulento na temporada anterior, após Silas Pereira deixar o time na zona de rebaixamento. Em uma retomada impressionante, levou a equipe à classificação para a Libertadores.

Inicialmente, Roger tinha atribuições naturais de um auxiliar. Ajudava nos treinamentos, dividia opiniões com Renato, estava abaixo do parceiro mais antigo de Portaluppi como treinador, Alexandre Mendes.

Mas não demorou para o ex-atacante delegar ao antigo lateral - que havia sido herói do título da Copa do Brasil de 2007 pelo Fluminense com ele no comando - uma função importante: comandar o time no clássico Gre-Nal da primeira fase do Gauchão.

O jogo seria disputado em Rivera, no Uruguai, e Renato, alegando desgaste pelo acúmulo de partidas, mandou time reserva e até a comissão técnica suplente. Foi Roger que esteve pela primeira vez à beira do gramado na vitória gremista de virada por 2 a 1.

O tempo passou, Roger seguiu como auxiliar, e optou por deixar o Grêmio em 2014, quando entendia que tinha chegado sua vez. Esperava ser aproveitado como treinador principal, mas a direção decidiu pela contratação de Enderson Moreira. Foi para o Juventude, passou pelo Novo Hamburgo, e voltou ao Tricolor em 2015 para substituir Felipão.

A tarefa que parecia difícil no começo, suprir a carência pela saída de quem foi responsável por suas principais chances como atleta. Mas Roger logo começou um trabalho visto até hoje no Tricolor. Foi ele quem arquitetou o "estilo Grêmio", uma forma de atuar ofensiva, propositiva, que valoriza a posse de bola e segue sendo a identidade do time.

Sem títulos, acabou saindo do clube em 2016. Voltou Renato que conduziu a equipe, sob o mesmo molde, à série de conquistas que vieram.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X BAHIA


Data e hora: 16/10/2019 (quarta-feira), às 19h15 (Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (ambos do PR)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)

Grêmio: Paulo Victor; Léo Moura (Galhardo), Kannemann, Geromel e Cortez; Maicon (Michel), Matheus Henrique, Alisson, Luan e Everton; Diego Tardelli. Técnico: Renato Gaúcho

Bahia: Douglas; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Giovanni; Gregore, Flávio e Ronaldo; Artur, Elber e Gilberto. Técnico: Roger Machado

Grêmio