Topo

Botafogo descarta Jair e vê Enderson ganhar força com Valentim difícil

Enderson Moreira fez bom trabalho no Ceará e tem boas chances de assumir Botafogo - Kalyne Lima/cearasc.com
Enderson Moreira fez bom trabalho no Ceará e tem boas chances de assumir Botafogo Imagem: Kalyne Lima/cearasc.com

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

08/10/2019 14h10

Quatro nomes apareceram com chances iguais de assumirem o Botafogo após a demissão de Eduardo Barroca: Jair Ventura, Alberto Valentim, Enderson Moreira e Bruno Lazaroni. Após muita conversa entre os dirigentes, um deles foi cortado da relação e está fora dos planos da cúpula do futebol.

Jair Ventura era bem visto por parte da diretoria, mas era também quem tinha a maior rejeição. A forma tumultuada como deixou o clube no fim de 2017 pesou. Ele pagou multa do próprio bolso para fechar com o Santos e ainda deu declarações vistas como ofensiva por parte da torcida. O Canal do TF deu informação inicial e o UOL Esporte avançou na história.

Com Jair fora, o Botafogo chegou a fazer uma sondagem por Alberto Valentim. Em entrevista à Rádio Brasil, o presidente do Avaí, Francisco José Battistotti, afirmou que os cariocas fizeram contato, mas que o treinador tem contrato até o fim do ano e tem tudo apalavrado para renovar até o fim de 2020. Além disso, disse que a multa para tirar o profissional do clube é de quatro salários, o que dificulta e muito um possível acordo.

Com este cenário, Enderson Moreira é quem ganha força para assumir o Botafogo. Ele já era o preferido de uma parcela da diretoria, que, dividida, sondou outros nomes. Alguns dirigentes estão reticentes com o treinador pura e simplesmente pelo fato de não ter trabalhado no clube e, portanto, conhecer menos os atletas que comandará.

Justamente por esse motivo é que Bruno Lazaroni ainda está no páreo. Auxiliar técnico da comissão permanente, ele assumirá de maneira interina contra o Goiás, nesta quarta-feira, no Nilton Santos. Caso o time de boa resposta e tenha uma vitória convincente existe a possibilidade dele comandar o time até o fim do Brasileiro.

Há uma grande dificuldade em contratar um novo treinador. Além de não haver um nome de consenso, o Botafogo só pode oferecer dois meses de contrato já que o clube será transformado em empresa em 2020. Sob nova direção, a nova diretoria é quem definirá o treinador da 'nova era'. Cuca que poderia assumir agora e ficar para a temporada seguinte sequer abriu conversas.