Topo

Organizada invade treino do Botafogo e cobra atletas, mas Barroca intervém

Jogadores do Botafogo foram surpreendidos por integrantes de organizadas que invadiram treinamento - VITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO
Jogadores do Botafogo foram surpreendidos por integrantes de organizadas que invadiram treinamento Imagem: VITOR SILVA/SSPRESS/BOTAFOGO

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/10/2019 16h30

O Botafogo viveu seu segundo protesto em dois dias. Na última segunda-feira, os torcedores foram para a frente de General Severiano pedir a saída do técnico Eduardo Barroca. Nesta quarta, a ação foi ainda mais contundente já que integrantes de organizadas do clube invadiram o estádio Nilton Santos, onde o time treinava.

Assim que passaram do portão, os torcedores iniciaram a busca pelos atletas e os encontraram no capo principal do estádio. Eles correram até o grupo e iniciaram discussão com algumas cobrança revoltados com o péssimo momento do time. Neste momento, o técnico Eduardo Barroca interveio.

O treinador, que está mantido no cargo, tomou a frente do grupo e puxou para si a responsabilidade. Apesar de alguns integrantes mais exaltados, o encontro seguiu sem qualquer tipo de agressão. Nesse momento, o Botafogo solicitou a saída da imprensa que acompanhava tudo das arquibancadas leste inferior.

Mesmo com a saída dos jornalistas, foi possível ver o treinador chamando os torcedores para um lugar mais distante dos atletas para ter uma conversa mais reservada.

Um dos integrantes estava mais revoltado e até chutou um par de tênis que estava na beira do gramado. Ele foi contido por um membro da comissão técnica e também por companheiros de protesto. Após alguns minutos, os torcedores deixaram o local com tranquilidade.