PUBLICIDADE
Topo

Jesus elogia atuação do Fla contra o Palmeiras: "Melhor desde que cheguei"

Léo Burlá

Rio de Janeiro

01/09/2019 18h59

A grande atuação do Flamengo na vitória por 3 a 0 sobre o Palmeiras foi exaltada por Jorge Jesus em sua coletiva após o jogo no Maracanã. O técnico português, que escalou um time ofensivo, elogiou a performance arrasadora do Rubro-negro sobre o rival.

"Foi o melhor jogo desde que cheguei ao Flamengo. Equipe cada vez mais consciente do que tem que fazer. Hoje jogou com um rival muito forte que não conseguiu nos segurar, fomos forte ofensivamente, seguros defensivamente, não lembramos nenhuma oportunidade de gol do Palmeiras. Isso se deve ao bom trabalho dos jogadores, aquilo que eles acreditam e confiam. Nós ganhamos mais um jogo, nada mais ", disse o técnico.

Jesus também comentou a situação atual do Fla no Campeonato Brasileiro. O treinador lembrou que, desde sua chegada, a equipe tirou a diferença para o adversário deste domingo e já assumiu a liderança da competição, colocando três pontos de diferença para os paulistas.

"Estamos líderes juntamente com Santos. Quando chegamos estávamos 8 pontos atrás do Palmeiras, neste momento temos 6 a mais. Parabéns aos jogadores, à torcida do Flamengo. Já disse isso algumas vezes, cada vez conheço melhor este clube. No Maracanã antes de começar a jogar já está ganhando de 1 a 0. Nem sempre as coisas vão correr bem, espero que quando não correrem eles sejam iguais. Vitória para eles, é a satisfação de milhares de brasileiros, eu também, sou um dos milhares satisfeitos com essa exibição", declarou.

O futebol ofensivo e envolvente da equipe, evidenciado nas últimas atuações sob o comando do português, também mereceu o destaque. As performances do quarteto Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique foram elogiadas por Jorge Jesus, que ainda vê o Flamengo com espaço para evoluir.

"A equipe ainda não está no ponto que eu acho que pode estar. Mas hoje jogamos contra uma grande equipe, que não teve uma chance clara de gol, o que não foi por falta de qualidade. Isso é mérito do Flamengo, que soube defender bem e com poucos.
Esses jogadores tem características que tentamos libertar, deixar livres dentro do talento que a equipe tem. Já tive jogadores tão capazes, claro, mas ainda tem espaço para eles melhorarem. Não é fácil segurar Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique, e vai ser cada vez mais difícil".

Jesus, que teve o nome cantado pela torcida que lotou o Maracanã, fez questão de agradecer aos rubro-negros. O treinador disse viver o clube 24h por dia.

"Ainda não consigo (cantar as músicas da torcida). Ainda não consigo sentir o significado das palavras. Mas é para eles que trabalhamos todos os dias. Hoje teve "ole, ole, ole, Mister", não é? É para eles que eu trabalho todos os dias, estou constantemente pensando no Flamengo e portanto me sinto muito honrado. Estou sempre a pensar, 24h por dia, no Flamengo", afirmou.

Questionado sobre uma declaração de Renato Gaúcho, que disse que montaria uma seleção com R$ 160 milhões, Jorge Jesus fugiu de polêmicas e elogiou o treinador do Grêmio, que enfrentará nas semifinais da Libertadores.

"Eu respeito muito o Renato Gaúcho. Ele já conquistou muita coisa aqui e eu ainda não conquistei nada. Não quero entrar em polêmicas. Só quero dar satisfação à minha torcida. estou concentrado nos objetivos que o Flamengo tem: ser campeão nacional e chegar às final da Libertadores", respondeu.

Flamengo