Topo

M. Rocha não queria me deixar chutar de tão longe, diz Scarpa após golaço

Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras contra o Grêmio - Pedro H. Tesch/AGIF
Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras contra o Grêmio Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Do UOL, em São Paulo

20/08/2019 23h49

O golaço que definiu a vitória por 1 a 0 do Palmeiras sobre o Grêmio hoje, em Porto Alegre, pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores, por pouco não saiu por "culpa" de Marcos Rocha. Foi o que contou o autor da pintura, Gustavo Scarpa. Ele revelou que o lateral direito, que estava com ele na jogada, não queria que ele arriscasse direto para o gol de tão longe.

Assista aos melhores momentos da vitória do Palmeiras.

"Meus companheiros às vezes ficam bravos comigo nos treinos, porque é uma das minhas principais características, o chute de fora da área. E às vezes acabo chutando quando não devo. Ali o Marcos Rocha falou que não, que estava muito longe para chutar, mas eu insisti, falei para ele tocar para mim e fui muito feliz no chute", contou o camisa 14 ao canal Fox Sports.

No lance, após falta sofrida pelo próprio Scarpa na intermediária, Marcos Rocha rolou a bola de lado e o meia acertou um chute fortíssimo de perna esquerda, no ângulo de Paulo Victor. Com a vitória fora de casa, o Palmeiras pode até empatar no jogo da volta, marcado para a próxima terça-feira (27), no Pacaembu.

"Não tem nada ganho, a alegria acaba hoje e amanhã já tem que trabalhar de novo em busca da classificação. Eu seria hipócrita se falasse que não foi um resultado bom. Foi um resultado excelente, mas não tem nada ganho. De nada adianta se a gente não classificar", afirmou.

Já Dudu disse que o time voltou a jogar bem e que poderia até ter vencido por diferença maior. "A gente vem fazendo isso muito bem, voltou a jogar muito bem com nosso propósito de jogo. O time está de parabéns por esse resultado, agora é trabalhar, focar nessa semana. Poderia até ter feito mais um gol, consegui acertar a trave ali. Não tem nada decidido, mas terça que vem a gente tem tudo para conseguir a classificação".