Topo

Pouco usado após renovação, Nathan terá que recuperar espaço no Atlético-MG

Nathan, meia-atacante do Atlético-MG - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Nathan, meia-atacante do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

30/07/2019 12h00

Nathan não teve muitas chances desde que renovou o contrato de empréstimo com o Atlético-MG, no início deste mês. Ele foi relacionado apenas para três das seis partidas disputadas pelo time no período. A participação em campo foi mínima - um minuto em campo no triunfo por 1 a 0 sobre o Botafogo, pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Mantido a pedido do técnico Rodrigo Santana, o meio-campista precisa reconquistar o espaço no elenco para ter uma nova sequência. O treinador acredita que a ausência dos treinos no início do mês - foram ao menos quatro dias fora de combate para tratar a renovação - atrapalha o jogador.

"Nathan é um jogador que, devido a essa demora para ter um desfecho da renovação do empréstimo, fez com que ele perdesse uns dias de treino. Ele voltou um pouco atrás em questão de sequência. A gente tem tipo uma fila. É um jogador que utilizo como meia e segundo volante. Ele vem de trás, lança as bolas e bate bem de fora da área. Ele está por fora. Assim que tiver a oportunidade, vou colocá-lo. É um jogador que confio bastante", comentou.

O jogador de 23 anos ficou no banco de reservas no decorrer do triunfo por 2 a 1 sobre a Chapecoense e do empate por 0 a 0 com o Goiás, ambos pelo Campeonato Brasileiro 2019. Na vitória diante do Botafogo, na Sul-Americana, ele foi acionado nos acréscimos da etapa final para substituir Vinícius Goes. A participação durou apenas um minuto.

Sem chances em campo, o jogador que pertence ao Chelsea e tem contrato até janeiro de 2020 aguarda uma chance na equipe mineira. A possibilidade é que ele esteja entre os relacionados no jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana, amanhã (31), no Independência.

A princípio, Nathan tinha contrato até 30 de junho de 2019. No entanto, depois de uma conversa com o Chelsea, o diretor de futebol Rui Costa manteve o atleta por mais seis meses.

Atlético-MG