Topo

Santos e Botafogo se enfrentam em duelo de opostos no quesito finalização

Jorge Sampaoli, técnico do Santos, toca a bola para Sánchez - Ivan Storti/Santos FC
Jorge Sampaoli, técnico do Santos, toca a bola para Sánchez Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

21/07/2019 04h00

O Santos visita o Botafogo na manhã de hoje, às 11h, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar dos dois times estarem dentro do G-6 do torneio, um quesito escancara a diferença entre o estilo das equipes: o número de finalizações.

Enquanto o Peixe é o vice-líder da estatística, com 155 chutes a gol, apenas dois a menos do que o Flamengo, o Botafogo aparece como time que menos finalizou na competição: só 83 vezes. A diferença na pontaria dos rivais de hoje é menos gritante: enquanto o time de Jorge Sampaoli acerta 44,5% dos chutes, os cariocas mandam no gol em 39,8% das vezes.

O baixo número de finalizações, no entanto, faz o Botafogo ter o terceiro pior ataque do campeonato ao lado do Corinthians, com oito gols. Enquanto isso, o Santos balançou as redes 13 vezes no Brasileirão, pouco para o número de finalizações e a conhecida ofensividade da equipe comandada pelo treinador argentino.

O "Sampaolismo", como torcedores do Santos começaram a chamar o estilo de jogo, faz do Peixe a equipe líder do torneio em porcentagem de posse de bola por jogo, ao lado do Grêmio, com 58% de média. Ao contrário do que se pode pensar, o Botafogo também vai bem nesse quesito. Apesar de pouco concluir a gol, os cariocas têm média de 56% de posse de bola por jogo.

Existe a possibilidade do técnico Jorge Sampaoli repetir a escalação do Santos pela primeira vez em jogos consecutivos desde que chegou ao clube. A principal dúvida é entre o zagueiro Gustavo Henrique e o volante Alison. O defensor foi titular contra o Bahia, enquanto o volante não viajou para acompanhar o nascimento de seu filho. A escolha vai depender do sistema de jogo definido pelo técnico, com três zagueiros ou linha de quatro atrás.

FICHA TÉCNICA

Data: 21 de julho de 2019 (domingo)
Horário: 11h (de Brasília)
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Arbitragem: Héber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Botafogo: Gatito Fernandez, Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero e João Paulo (Bochecha); Luiz Fernando, Diego Souza e Erik. Técnico: Eduardo Barroca.

Santos: Everson; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Lucas Veríssimo e Jorge; Alison (Gustavo Henrique), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Soteldo, Eduardo Sasha e Uribe. Técnico: Jorge Sampaoli.

Santos