Topo

Conselheiros do Inter pedem ação contra torcida única no PR

Torcedores do Inter conduzidos por seguranças na Arena da Baixada - Robson de Lazzari/Rádio Transamérica
Torcedores do Inter conduzidos por seguranças na Arena da Baixada Imagem: Robson de Lazzari/Rádio Transamérica

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

12/07/2019 13h24

Um grupo de 101 conselheiros do Internacional assinou um pedido de providências ao presidente do clube, Marcelo Medeiros, em razão da determinação de torcida única na Arena da Baixada, que recebe o jogo contra o Athletico Paranaense, domingo, pelo Brasileirão. O pleito repete Palmeiras e Flamengo, que tiveram atitudes semelhantes.

O documento cita que o Colorado sempre dispõe ingressos para todos os clubes adversários no Beira-Rio e define como "autoritária" e "inaceitável" a conduta do Rubro-Negro.

"Eventuais desavenças entre torcedores e episódios isolados vêm sendo utilizados por seus dirigentes como justificativa para se validar a proibição de acesso à torcida adversária no estádio Arena da Baixada, absurda decisão disfarçada sob um falacioso título de "Projeto Torcida Humana". O que o principal dirigente do Athlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, faz de fato é isso: unilateralmente impede que torcedores visitantes possam ter um local reservado em seu estádio e, ainda pior, proíbe que usem vestimentas que façam alusão ao clube para o qual torcem", diz trecho do documento recebido pelo UOL Esporte.

Em seguida, os conselheiros pedem que o presidente Marcelo Medeiros atue imediatamente para garantir espaço na Arena da Baixada aos aficionados gaúchos, assegurando um preço justo nos ingressos, informe isso ao clube adversário, respeitando determinações legais.

Flamengo e Palmeiras já reclamaram

A reclamação palmeirense sobre a torcida única na Arena da Baixada foi no mesmo tom do Internacional. Um grupo de conselheiros do clube enviou uma carta ao presidente Maurício Galliote pedindo espaços no estádio.

O Flamengo, por sua vez, reclamou publicamente da conduta e retribuiu na mesma forma, não autorizando torcedores rivais em confronto entre eles no Rio de Janeiro.

Confusão com "infiltrados"

Em julho do ano passado, a regra de torcida única já gerou confusão. Aficionados do Inter "infiltrados" entre os atleticanos comemoraram um gol no jogo entre eles pelo Campeonato Brasileiro. Houve um início de confusão e seguranças precisaram escoltar os gaúchos para fora do estádio.

O Athletico defende o argumento que a "torcida humana" é um projeto implementado com apoio do Ministério Público do Paraná e mira reduzir a violência nos estádios.