Topo

Esporte


Jornal lista 7 jogadores do Barça que podem entrar em negociação por Neymar

Malcom é um dos jogadores que poderiam ser envolvidos na negociação  - Lluis Gene/AFP
Malcom é um dos jogadores que poderiam ser envolvidos na negociação Imagem: Lluis Gene/AFP

Do UOL, em São Paulo

05/07/2019 12h07

O jornal "Le Parisien" publicou hoje uma lista de sete jogadores do Barcelona que poderiam entrar em uma possível negociação por Neymar com o PSG. São eles os meio-campistas Ivan Rakitic e Philippe Coutinho, os atacantes Malcom e Dembelé e os defensores Nelson Semedo, Umtiti e Lenglet.

De acordo com a publicação, o PSG quer arrecadar em uma eventual saída de Neymar um valor próximo aos 222 milhões de euros que pagou há dois anos em sua contratação. Porém, diante da impossibilidade de o Barcelona gastar uma quantia neste patamar, até dois jogadores podem ser envolvidos como "moedas de troca" em uma espécie de complemento da transferência.

O "Le Parisien" salienta que a lista foi formulada levando em conta jogadores que são considerados para a operação ou pelo PSG ou pelo Barcelona. Assim, o desafio para que uma transação complexa se concretize envolve chegar a nomes que sejam de comum acordo entre os clubes e ainda contar com o aval de empresários e dos próprios jogadores.

No caso de Coutinho, por exemplo, o jornal destaca que PSG e Barcelona concordariam em envolvê-lo na negociação. Porém, existiria resistência por parte do brasileiro em trocar de clube. Já Malcom seria uma possibilidade levantada pelo time catalão que ainda teria que ser analisada pelos franceses.

A complexidade de um acerto entre tantas partes apontada pelo "Le Parisien" apenas reforça a cautela com que o Barcelona encara uma possível volta de Neymar. A imprensa espanhola tem noticiado que existe o interesse mútuo na transferência, mas publicamente nenhuma das partes confirma a negociação.

Alguns outros fatores explicam a cautela do Barcelona. Apesar de Neymar manter o prestígio e amizades no vestiário do clube catalão, há precaução em uma investida por causa do valor que precisaria ser desembolsado com a transferência e os salários do jogador, que hoje ultrapassam os patamares praticados na Espanha. Existe ainda uma dívida de 26 milhões de euros entre Barcelona e o brasileiro, referentes a um prêmio por renovação de contrato em 2016, que é motivo de disputa judicial.

Mais Esporte