PUBLICIDADE
Topo

Copa do Mundo Feminina - 2019

Estados Unidos vencem Suécia e enfrentam Espanha nas oitavas da Copa

Lindsey Horan e Megan Rapinoe comemoram gol dos Estados Unidos na Copa do Mundo de futebol feminino - Bernadett Szabo/Reuters
Lindsey Horan e Megan Rapinoe comemoram gol dos Estados Unidos na Copa do Mundo de futebol feminino Imagem: Bernadett Szabo/Reuters

Do UOL, em São Paulo

20/06/2019 17h56

Classificação e Jogos

Uma das seleções favoritas ao título da Copa do Mundo feminina, os Estados Unidos enfrentaram a Suécia hoje (20), em Le Havre, e venceram as rivais por 2 a 0, com gols de Horan e Heath, avançando às oitavas de final e confirmando a liderança do Grupo F.

Com apenas dois minutos de jogo, Mewis deu leve desvio na bola após cobrança de escanteio e deixou Horan livre para estufar as redes. Sem reação, a Suécia ainda sofreu com o forte ataque dos Estados Unidos, que usavam o lado direito do setor para pressionar. Com a marcação alta, a Suécia conseguiu equilibrar a partida nos minutos finais, chegando a assustar a goleira Naeher, que pouco trabalhou até então na Copa.

Os EUA voltaram a mostrar força e concentração também no início do segundo tempo. Com apenas quatro minutos, Heath recebeu cruzamento, cortou para a direita e chutou firme para anotar o segundo gol norte-americano. O lance foi revisado pelo Árbitro de Vídeo (VAR), que confirmou o gol por entender que Lloyd, mesmo em posição de impedimento na origem do lance, não participou diretamente da jogada.

Com o resultado, os Estados Unidos terminaram a primeira fase da Copa na liderança do Grupo F, com nove pontos -- e 18 gols anotados, um recorde na história das Copas. Agora, as norte-americanas enfrentam a Espanha, na segunda-feira (24), às 13h, em Reims. Já a Suécia, mesmo com a derrota, terminou em segundo lugar no grupo e avançou às oitavas, onde enfrenta o Canadá, também na segunda, às 16h (de Brasília), em Paris.

Jogadoras do Chile comemoram gol sobre a Tailândia  - Benoit Tessier/Reuters - Benoit Tessier/Reuters
Imagem: Benoit Tessier/Reuters

Chile vence Tailândia, mas desperdiça pênalti no fim e não se classifica

Sonhando com a classificação às oitavas, o Chile enfrentou a Tailândia hoje (20), em Rennes, e, em jogo tenso, venceu as rivais por 2 a 0, mas ficou a um gol de garantir vaga na próxima fase do torneio. Com pênalti desperdiçado no fim e lutando até o último minuto, o Chile deu adeus ao torneio.

No primeiro tempo, o Chile chegou a acertar o travessão com Balmaceda, já nos acréscimos, mas quem se destacou foi a Tailândia. Com a defesa encaixada, a equipe asiática pressionou o meio de campo do Chile e criou boas jogadas ofensivas, quase abrindo o placar em chute por cobertura de Sung-Ngoen.

As sul-americanas iniciaram a segunda etapa com ataque matador, e contaram com a sorte para abrirem o placar. Aos dois minutos, em veloz contra-ataque, Aedo chutou na trave e viu a bola caprichosamente bater nas pernas da goleira Boonsing e balançar as redes, em gol contra da Tailândia. Buscando classificação, as chilenas seguiram pressionando e ampliaram o placar com Urrutía. A seleção sul-americana ainda ficou próxima da classificação heroica, após a arbitragem assinalar pênalti. No entanto, na cobrança, Lara chutou mal e acertou o travessão.

Com o resultado, o Chile somou seus três primeiros pontos na Copa do Mundo, mas terminou a competição na terceira colocação do Grupo F -- sem conseguir ficar entre as quatro melhores terceiras colocadas da competição. Com isso, o Chile também influenciou na definição próximo adversário da seleção, que será a França, nas oitavas de final. Já a Tailândia dá adeus ao torneio sem pontuar, ficando com a última colocação do Grupo F e com recorde negativo: 20 gols sofridos.

Copa do Mundo Feminina - 2019