Topo

Futebol

Seleção Brasileira feminina


Em estreia, Marta se torna 1ª atleta a marcar em 5 Copas e alcança Klose

Ana Carolina Silva

Do UOL, em Montpellier (França)

13/06/2019 14h15

A estreia de Marta na Copa do Mundo feminina de 2019 foi histórica. A camisa 10, que não enfrentou a Jamaica no primeiro jogo por lesão, marcou de pênalti no primeiro tempo na derrota por 3 a 2 para a Austrália e se tornou hoje (13) a primeira atleta da história, entre mulheres e homens, a fazer gol em cinco edições do Mundial.

A craque converteu pênalti aos 27 minutos do primeiro tempo e abriu o placar para o Brasil contra uma equipe que se tornou rival nos últimos anos. Vale destacar que a canadense Christine Sinclair teve chance de quebrar este recorde na última segunda-feira, mas não marcou na vitória sobre Camarões por 1 a 0 e acabou dando chance a Marta.

Este gol também deixou a brasileira empatada com o alemão Miroslav Klose como maior artilheira da história do Mundial, cada um com 16 gols. Questionada sobre a dupla conquista pessoal, ela minimizou e mostrou a chuteira preta, que trazia um símbolo azul e rosa em campanha pela igualdade de gênero no esporte e na sociedade.

"Isso é uma igualdade de todas nós, de todas as mulheres. Eu não gosto de falar, só gosto de mostrar", disse, apontando novamente para o calçado.

Marta vinha em recuperação após uma lesão na coxa esquerda sofrida em 24 de maio. Por isso, deixou o campo no intervalo da partida para a entrada de Ludmila, que disputa sua primeira Copa do Mundo e foi acolhida no elenco pela camisa 10, que a trata como uma "irmã mais nova".

Mais Seleção Brasileira feminina