Topo

Conselho do Palmeiras ainda pode punir Nobre e Genaro por caso Blackstar

Paulo Nobre, ex-presidente do Palmeiras - Keiny Andrade/Folhapress
Paulo Nobre, ex-presidente do Palmeiras Imagem: Keiny Andrade/Folhapress

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

16/05/2019 04h00

O caso Blackstar ainda rende movimentações nos bastidores políticos do Palmeiras. O conselho deliberativo do clube espera receber nos próximos dez dias o relatório da comissão formada em janeiro para apurar a participação do ex-presidente Paulo Nobre e do ex-vice Genaro Marino, candidato derrotado por Maurício Galiotte na última eleição, no episódio. As possíveis punições, segundo o estatuto, variam entre advertência, suspensão ou, em casos mais extremos, até expulsão.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

Palmeiras