PUBLICIDADE
Topo

Esporte

De virada, Manchester City goleia e se consagra bicampeão do Inglês

Este é o sexto título inglês da história do Manchester City - Toby Melville/Reuters
Este é o sexto título inglês da história do Manchester City Imagem: Toby Melville/Reuters

Do UOL, em São Paulo

12/05/2019 12h50

O Manchester City é bicampeão do Campeonato Inglês, dando fim a uma das disputas mais emocionantes da história do torneio. O time comandado por Pep Guardiola superou o Brighton por 4 a 1, de virada, e manteve a vantagem de um ponto que tinha sobre o Liverpool.

O time de Klopp chegou a vencer o Wolverhampton por 2 a 0, mas precisava de uma derrota ou empate do City para ficar com a taça. O agora bicampeão terminou a Premier League com 98 pontos, contra 97 do Liverpool.

Com todos os jogos da última rodada começando ao mesmo tempo, as tensões se dividiram entre o Amex Stadium e o Anfield. O Liverpool abriu o placar aos 16 minutos, com Mané. Aos 26, o Brighton abriu o placar e, praticamente no lance seguinte, Aguero empatou.

Com o momentâneo empate, o Liverpool era o campeão. Mas a liderança durou pouco. Aos 38, Laporte cabeceou na pequena área para colocar o City novamente em primeiro lugar na tabela, para a festa dos torcedores de Manchester, que foi ampliada no segundo tempo com os belos gols de Mahrez e Gundogan.

O melhor: David Silva

Com tanta gente balançando as redes, David Silva teve um importante papel no meio campo do City e ajudou o time com duas assistências. Foi dele o toque de calcanhar para o gol de Aguero, com apenas um minuto após o Brighton abrir o placar, e ainda passou a bola para Mahrez fazer o terceiro. Saiu muito aplaudido aos 32 minutos do segundo tempo para a entrada de De Bruyne.

O Pior: Dunk

O zagueiro do Brighton ficou perdido diante da força dos atacantes do City. Ele apenas observou a trajetória da bola e deixou Laporte livre para virar o jogo. No segundo tempo, Dunk foi ao chão com o drible de Mahrez e não conseguiu impedir que argelino marcasse o terceiro gol.

Primeiro tempo: carrossel de emoções

A torcida do Brighton fez questão de dizer ao Manchester City que o Liverpool vencia o seu jogo no Anfield. E isso parece ter dado forças ao time local. Aos 27 minutos, Gross cobrou o escanteio fechado e Murray subiu mais alto para abrir o placar. A resposta do City veio de forma imediata, após 83 segundos, para ser exato. Laporte mandou para a área e a bola passou por David Silva, que tocou de calcanhar para Aguero mandar rasteiro para o gol. Mas o empate não era o que o City precisava para ficar com a taça. O time continuou arriscando, sendo recompensado aos 38 minutos com o gol de Laporte, que subiu na pequena área para cabecear a bola cruzada e virar o jogo e a tabela.

Laporte - John Sibley/Reuters - John Sibley/Reuters
Laporte marcou o gol da virada do City
Imagem: John Sibley/Reuters

Segundo tempo: goleada e festa

Além de garantir o título, o Manchester City presenteou os torcedores presentes no Amex Stadium com dois golaços no segundo tempo. O primeiro foi de Mahrez, aos 18 minutos. O argelino recebeu a bola de David Silva, deixou o zagueiro Dunk no chão com um lindo corte e chutou com força no ângulo do goleiro Ryan. Aos 27, Gundogan cobrou a falta com maestria e de novo Ryan apenas acompanhou a bola estufar as redes. 4 a 1 para o City.

Enquanto isso no Anfield

O Liverpool chegou a ter a taça em suas mãos durante boa parte do primeiro tempo, graças ao gol de Mané. Porém, o sonho do título inglês que não vem desde 1990 acabou com a virada do City. Mané chegou a marcar mais um no segundo tempo, mas o gol já não rendeu a mesma festa, pois a esta altura, o City já goleava por 4 a 1. O senegalês terminou a temporada como artilheiro com 22 gols, empatado com Salah e Aubameyang. Agora, o foco do Liverpool vai para a final da Liga dos Campeões.

Mané - Carl Recine/Reuters - Carl Recine/Reuters
Mané terminou com a artilharia do Inglês com 22 gols
Imagem: Carl Recine/Reuters

Enquanto isso no Old Trafford

Não basta ser campeão, tem que ver o rival sofrendo também. E este foi o sentimento que o torcedor do City teve ao ver o final melancólico do United. O lado vermelho de Manchester foi derrotado em casa pelo já rebaixado Cardiff, por 2 a 0.

Os classificados e rebaixados

O bicampeão Manchester City terá a companhia de Liverpool, Chelsea e Tottenham na próxima edição da Liga dos Campeões. O Arsenal disputará o playoff para se juntar a eles na fase de grupos. Já o Manchester United terá que se contentar com a vaga na Liga Europa. Cardiff, Fulham e Hudderfield disputarão a segunda divisão do ano que vem.

Em busca de um feito histórico

O Manchester City já conseguiu um feito memorável ao ser o primeiro bicampeão inglês desde os três títulos consecutivos do rival United, entre 2007 e 2009. E, no próximo sábado (18), o time de Guardiola pode fazer história. O time disputará a final da Copa da Inglaterra contra o Watford e, caso vença, pode ser o primeiro time a conquistar uma tríplice coroa inglesa. Além do Inglês, o city já conquistou nesta temporada a Copa da Liga Inglesa.

Brighton 1 x 4 Manchester City
Data:
12/05/2019
Local: Amex Stadium, em Brighton (ING)
Hora: 11h00, de Brasília

Gols: Gleen Murray aos 26', Aguero aos 27' e Laporte aos 38 do primeiro tempo; Mahrez aos 18' e Gundogan aos 27 do segundo tempo.

Brighton: Ryan; Bruno (Montoya), Duffy, Dunk e Bernardo; Kayal, Bissouma, Gross e Knockaert; Jahanbakhsh (Locadia) e Murray (Andone). Técnico: Chris Hughton.

Manchester City: Ederson; Walker (Danilo), Kompany (Otamendi), Laporte e Zinchenko; Gundogan, Bernardo Silva e David Silva (De Bruyne); Mahrez, Aguero e Sterling. Técnico: Pep Guardiola.

Esporte