PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Carille defende Jadson e promete Corinthians "intenso" após semana livre

Treinador quer pressionar o Grêmio no sábado e espera que Jadson cresça junto com o time - LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO
Treinador quer pressionar o Grêmio no sábado e espera que Jadson cresça junto com o time Imagem: LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDO

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

08/05/2019 12h44

O treino do Corinthians foi fechado à imprensa na manhã de hoje, no CT Joaquim Grava, e Fábio Carille explicou o motivo na entrevista coletiva que concedeu. O técnico planeja usar a semana livre para ter uma equipe bem mais intensa contra o Grêmio, no sábado (11), e assim criar condições para que os meio-campistas apareçam melhor no esquema de jogo.

"É uma ideia que eu quero: pressionar por 90 minutos e melhorar a cada jogo. Sei que em alguns momentos temos que dar um passo atrás, porque para jogar assim precisamos estar inteiros, mas nestes primeiros jogos agora, contra Grêmio e Flamengo, temos a ideia de continuar pressionando", explica o técnico, falando em "processo de melhora" em um 2019 de pré-temporada curta.

"É uma filosofia de jogo que o Corinthians tem há anos, de pressionar o tempo todo. Eu achei que esta semana seria melhor na questão da intensidade, mas tenho que tomar cuidado também para usar como recuperação", pondera Carille, culpando a falta de tempo pelo cansaço e pela oscilação do Corinthians nas últimas semanas. "Essa sequência de jogos sempre existiu, mas em 2017 eu tive 32 dias de pré-temporada, consegui preparar bem. Neste ano, com 12, infelizmente não dá", afirma.

O plano é fazer o Corinthians pressionar mais os adversários, uma postura que se viu em raras ocasiões neste ano. Para isso o técnico faz mistério quanto à escalação que prepara para enfrentar o Grêmio: fechou o treino e, quando questionado sobre a formação, desconversou.

"Hoje foi um treino mais direcionado para o jogo, e já tenho o time definido. Quanto mais eu acelerar o conjunto, aproveito melhor a semana. Por isso a opção de fechar o treino de hoje", explica Carille, que prefere não falar sobre a possível volta dos titulares que tentam se recuperar de lesão. "Quarenta ou 50% volta, mas outros 50% não voltam."

Jadson "vai melhorar", diz Carille
A atuação de Jadson contra o Vasco, no último sábado (4), irritou parte da torcida do Corinthians. Ele fez jogo tímido demais, às vezes omisso, e não conseguiu ser o camisa 10 com o qual os corintianos estão acostumados. Carille, no entanto, releva a partida ruim.

"É muito difícil avaliar com base no último jogo, porque não houve treino. Jogadores inteligentes, que precisam de infiltração dos atacantes, precisam de treino para jogar sem errar. Sei que ele precisa melhorar, mas está treinando muito bem, hoje fez um excelente treino", defende o treinador, esperando que o meia cresça junto com o restante do time. "O Jadson é diferente no terço final, na questão de achar o passe. Tem melhorado bastante. Para os meias aparecerem mais, o conjunto precisa ser melhor", explica.

Corinthians